Quantcast
Primeira Liga - Nossos adversários
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Primeira Liga - Nossos adversários
7245 Respostas
831937 Visualizações
0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.
tiago1992 Equipa Principal
  • *****
  • 2001
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3740 em: 12 de Setembro de 2022, 01:00 »
Só falta mesmo o Marcelo vir comentar.

E tirar uma selfie com o puto e o pai...
SCB Monsul
SCB Monsul Equipa Principal
  • *****
  • 1918
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3741 em: 12 de Setembro de 2022, 09:37 »
É só a mim que me estar a dar asco o circo montado à volta de um pai que resolveu entrar num estádio com o seu filho sem camisola de livre e espontânea vontade?

Fico à espera que no próximo jogo em casa os adeptos adversários sejam espalhados pelas bancadas da luz, nomeadamente quando for lá jogar o Porto e Sporting.
Estes gajos acham que são donos de tudo e podem fazer tudo, que as regras são só para os outros.
Isto quando na luz neste momento só se entra como adepto adversário sendo identificado com todos os dados pessoais.

O puto é verdade que não tem culpa nenhuma, mas as regras estavam bem claras antes do jogo, não vejo de que se queixam.

Pior.
Todos querem fazer desse pai um santo mas a verdade é que os seguranças alertaram na entrada que o puto não podia levar a camisola para aquele sector do estádio. O pai trocou por outra, levou escondida e, lá dentro, voltou a vestir a camisola ao puto.
São todos uns santinhos os donos disto tudo, que vítimas. Tem de ser tudo como querem e mandam.
14 Novembro de 1994 - Sócio nº2320
Anuncios M
Anuncios M
Enorme_Guerreiro
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3742 em: 12 de Setembro de 2022, 10:11 »
A mim o que me revolta mais é haverem todas estas reações de governantes e tudo para um caso destes, mas quando há 3 anos houveram crianças a levar com gás pimenta na nossa bancada na Luz, aí já ninguém se indignou nem veio dizer que não é este o futebol que quer e blá blá blá.

Segundo consta, o pai foi informado à entrada que não podia entrar com a camisola e ele próprio tirá então decidido tirar a camisola ao filho para poderem entrar. É deprimente haver uma criança a ter de se despir para ver um jogo de futebol? Muito! Mas não façam do pai uma vítima e do Famalicão o mauzão da fita.
joaoPC Equipa Principal
  • *****
  • 2520
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3743 em: 12 de Setembro de 2022, 10:29 »
A mim o que me revolta mais é haverem todas estas reações de governantes e tudo para um caso destes, mas quando há 3 anos houveram crianças a levar com gás pimenta na nossa bancada na Luz, aí já ninguém se indignou nem veio dizer que não é este o futebol que quer e blá blá blá.

Segundo consta, o pai foi informado à entrada que não podia entrar com a camisola e ele próprio tirá então decidido tirar a camisola ao filho para poderem entrar. É deprimente haver uma criança a ter de se despir para ver um jogo de futebol? Muito! Mas não façam do pai uma vítima e do Famalicão o mauzão da fita.
Estão a fazer passar como se lá dentro tivessem chegado á beira dele e o tivessem obrigado a tirar a camisola
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 4637
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3744 em: 12 de Setembro de 2022, 11:03 »
Se calhar sou eu que sou muito ingénuo, mas qual é o problema de ver um jogo ao lado de um adepto adversário? Há algum problema estar a ver um jogo de futebol no estádio e o "colega do lado" ser do outro clube?

Eu não teria problema nenhum em ter visto o Braga-Vitoria com um vitoriano ao lado. E se fosse golo não teria problema nenhum que ele gritasse golo. Desde que haja civismo não há problema nenhum. Isto é que devia ser o desportivismo e a sã convivência em sociedade.

Aliás, conheço um caso no Braga-Vitória exatamente assim. Vitorianos expulsos de uma bancada porque alguém os reconheceu como vitorianos (não tinham sequer adereços do clube deles) e expulsos do estádio pela polícia. Gente que não faz parte de qualquer claque, que foi ver o jogo tranquilamente sem se manifestarem sequer. Eu sei que a seguir a resposta vai ser "mas lá é pior, eles lá fizeram e aconteceram com os nossos, etc". Mas se lá aconteceu temos que repetir os maus exemplos? Não podem começar a haver bons exemplos de algum lado?

Fazemos do futebol quase uma guerra. Foi o que disse no outro dia, é quase um Estado dentro do Estado. Um antro onde se permitem restrições à liberdade e onde aparentemente o povo está perfeitamente à vontade com essas restrições, e pior, ainda as insufla. Achamos normal que em dia de jogo as imediações de um estádio se torne num estado de sítio onde se bloqueia tudo, revista tudo e onde se tenha medo de levar com algo. Tive 2 exemplos de pessoas com miúdos de 10/11 anos, adeptos do Braga, que não foram ver o jogo porque tinham medo dado que "é um Braga-Vitória, há sempre porrada, tenho medo de levar o miúdo". E achamos isto normal.

O facto de um miúdo não poder entrar num estádio com a camisola do seu clube, seja ele qual for, seja em que estádio for, é um sinal de que está tudo errado. O facto de isto também acontecer nos estádios de quem agora se queixa não significa que tenha que ser assim em todo o lado. Eu devia poder ir ver o jogo com a minha camisola do Braga a qualquer estádio do país para qualquer bancada desde que tenha bilhete para lá. Isto sim seria um sinal de um país civilizado.

Mas enfim, é o que temos.
Pé Ligeiro
Pé Ligeiro Equipa Principal
  • *****
  • 15119
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3745 em: 12 de Setembro de 2022, 11:24 »
Se calhar sou eu que sou muito ingénuo, mas qual é o problema de ver um jogo ao lado de um adepto adversário? Há algum problema estar a ver um jogo de futebol no estádio e o "colega do lado" ser do outro clube?

Eu não teria problema nenhum em ter visto o Braga-Vitoria com um vitoriano ao lado. E se fosse golo não teria problema nenhum que ele gritasse golo. Desde que haja civismo não há problema nenhum. Isto é que devia ser o desportivismo e a sã convivência em sociedade.

Aliás, conheço um caso no Braga-Vitória exatamente assim. Vitorianos expulsos de uma bancada porque alguém os reconheceu como vitorianos (não tinham sequer adereços do clube deles) e expulsos do estádio pela polícia. Gente que não faz parte de qualquer claque, que foi ver o jogo tranquilamente sem se manifestarem sequer. Eu sei que a seguir a resposta vai ser "mas lá é pior, eles lá fizeram e aconteceram com os nossos, etc". Mas se lá aconteceu temos que repetir os maus exemplos? Não podem começar a haver bons exemplos de algum lado?

Fazemos do futebol quase uma guerra. Foi o que disse no outro dia, é quase um Estado dentro do Estado. Um antro onde se permitem restrições à liberdade e onde aparentemente o povo está perfeitamente à vontade com essas restrições, e pior, ainda as insufla. Achamos normal que em dia de jogo as imediações de um estádio se torne num estado de sítio onde se bloqueia tudo, revista tudo e onde se tenha medo de levar com algo. Tive 2 exemplos de pessoas com miúdos de 10/11 anos, adeptos do Braga, que não foram ver o jogo porque tinham medo dado que "é um Braga-Vitória, há sempre porrada, tenho medo de levar o miúdo". E achamos isto normal.

O facto de um miúdo não poder entrar num estádio com a camisola do seu clube, seja ele qual for, seja em que estádio for, é um sinal de que está tudo errado. O facto de isto também acontecer nos estádios de quem agora se queixa não significa que tenha que ser assim em todo o lado. Eu devia poder ir ver o jogo com a minha camisola do Braga a qualquer estádio do país para qualquer bancada desde que tenha bilhete para lá. Isto sim seria um sinal de um país civilizado.

Mas enfim, é o que temos.

Subscrevo!
A falta de civismo no futebol é gritante!
BRAGA SEMPRE MAIS!
Kilo Equipa Principal
  • *****
  • 4101
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3746 em: 12 de Setembro de 2022, 11:29 »
 Tudo muito bonito, mas voltei a ir ao estádio ver jogos com os 3 devido a esta regra. Se voltar à selva que era dantes, volto a deixar de ir ao estádio.
 
 Viram como correu super bem este Braga-sporting? É assim que as famílias voltam a ir ao futebol.
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2754
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3747 em: 12 de Setembro de 2022, 11:34 »
Tudo muito bonito, mas voltei a ir ao estádio ver jogos com os 3 devido a esta regra. Se voltar à selva que era dantes, volto a deixar de ir ao estádio.
 
 Viram como correu super bem este Braga-sporting? É assim que as famílias voltam a ir ao futebol.
Infelizmente é mesmo isto! Ainda não há condições para ser diferente.

Enviado do meu SM-A025G através do Tapatalk

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Anuncios M
Anuncios M
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3748 em: 12 de Setembro de 2022, 11:43 »
O problema é só este e mais nenhum:
https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-bwin/sporting/detalhe/confusao-nas-bancadas-em-braga-antes-do-intervalo

Não queiram ser mais papistas que o papa e fazer de conta que é normal adeptos rivais assistirem a um jogo lado a lado, não é em Portugal nem em nenhum país do mundo por regra.

Como sabem não há por aqui ninguém mais defensor que eu de que os adeptos adversários devem vir os que quiserem, havendo lugares tal como o Braga foi a Arouca por exemplo. Eu não tenho problema nenhum em ver um jogo ao lado de um adepto do Benfica, Porto ou Guimarães, e já o fiz muitas vezes com amigos no municipal e cheguei a dizê-lo por aqui (mesmo sendo até insultado). Mas isso sou eu e sei quem levo, mas sei os riscos que corro e sei que no limite até pode correr mal.
Na luz já tive um amigo a levar 2 chapos só porque se levantou num lance em que o Renteria ia isolado, não festejou, nem foi nenhum gesto provocatório, isto porque quis ficar ao lado de um familiar em vez de ficar do lado do Braga.
Já assisti no municipal a dezenas de agressões a adeptos adversários uns porque festejaram golos outros simplesmente porque estavam identificados.

Tudo está errado? Claro que está, mas não queiram tapar o sol com uma peneira e fazer de coisas anormais, normais. A realidade é o que é, ou a mudam ou então é isto que temos. Eu simplesmente deixei de ir ver jogos fora, não gosto de ir de autocarro, de carro um dia ia acabar num caixão, já tendo acabado no passado no hospital com mazelas que poderiam ter sido para a vida toda.
O pessoal hoje em dia acha normal ir a Guimarães, sair às 6h da tarde e chegar às 2h da manhã para ver um jogo de 90 minutos.

Mais, só alguém que não tem a mínima noção do perigo que corre leva os filhos a um jogo dos grandes fora de casa... ou então gosta muito pouco dos filhos.
Neste caso especifico não tenho dúvidas nenhumas que o pai gosta pouco do filho para o sujeitar a estar 2 h sem camisola no estádio... nem lhe dando a sua por exemplo! nem que fosse a um chinês ali ao lado comprar uma.

Além disto tudo, há as regras, ou as cumprimos ou é uma republica das bananas. Há muita gente que acha que é uma republica das bananas e se calhar com razão.
O Famalicão informou que na bancada era reservada a adeptos da Famalicão, bem ou mal era esta a condição. Adeptos do Slb nem deviam entrar. Mais nem sequer deviam comprar bilhete para aquela zona.

rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16561
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3749 em: 12 de Setembro de 2022, 12:32 »
Se calhar sou eu que sou muito ingénuo, mas qual é o problema de ver um jogo ao lado de um adepto adversário? Há algum problema estar a ver um jogo de futebol no estádio e o "colega do lado" ser do outro clube?
Há muito que deixou de ser verdade nos jogos com os ditos grandes e é cada vez menos verdade em qualquer modalidade, em qualquer escalão, em qualquer divisão.

Podem dizer que ainda ontem e na semana passada e no mês anterior aconteceu mas a verdade é que a intolerância é cada vez maior, o desporto e o futebol sobretudo são cada vez menos um entretenimento e cada vez mais uma batalha. Não basta vir com paninhos quentes nem fingir que não acontece.
Os jogos de futebol ocupam quantidades enormes de policiamento e mesmo assim as queixas é de que são insuficientes e que não existe segurança. Então para isso vamos andar ainda a juntar tudo?

Como em tudo há regras e neste caso bem claras. Há locais para os espectadores da equipa da casa e locais para os espectadores da equipa de fora. E existem regras previamente establecidas para cada sector que são aceites com a compra do bilhete.
Este caso além de se tratar de um imbecil que não quer saber minimamente do filho a não ser para o usar como um objecto, é de dupla chico-espertice: tentar ir para um sitio que não deveria ir, vestido como estava, e depois ainda armar um circo para se vitimizar quando fez tudo de forma premeditada e é o único culpado de tudo que aconteceu a uma criança, da qual supostamente será pai.

Voltando à resposta, se calhar não tardará o dia em que em certos jogos não possam existir adeptos forasteiros.
Quem não sente não é filho de boa gente.
joaoPC Equipa Principal
  • *****
  • 2520
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3750 em: 12 de Setembro de 2022, 12:37 »
Se calhar sou eu que sou muito ingénuo, mas qual é o problema de ver um jogo ao lado de um adepto adversário? Há algum problema estar a ver um jogo de futebol no estádio e o "colega do lado" ser do outro clube?

Eu não teria problema nenhum em ter visto o Braga-Vitoria com um vitoriano ao lado. E se fosse golo não teria problema nenhum que ele gritasse golo. Desde que haja civismo não há problema nenhum. Isto é que devia ser o desportivismo e a sã convivência em sociedade.

Aliás, conheço um caso no Braga-Vitória exatamente assim. Vitorianos expulsos de uma bancada porque alguém os reconheceu como vitorianos (não tinham sequer adereços do clube deles) e expulsos do estádio pela polícia. Gente que não faz parte de qualquer claque, que foi ver o jogo tranquilamente sem se manifestarem sequer. Eu sei que a seguir a resposta vai ser "mas lá é pior, eles lá fizeram e aconteceram com os nossos, etc". Mas se lá aconteceu temos que repetir os maus exemplos? Não podem começar a haver bons exemplos de algum lado?

Fazemos do futebol quase uma guerra. Foi o que disse no outro dia, é quase um Estado dentro do Estado. Um antro onde se permitem restrições à liberdade e onde aparentemente o povo está perfeitamente à vontade com essas restrições, e pior, ainda as insufla. Achamos normal que em dia de jogo as imediações de um estádio se torne num estado de sítio onde se bloqueia tudo, revista tudo e onde se tenha medo de levar com algo. Tive 2 exemplos de pessoas com miúdos de 10/11 anos, adeptos do Braga, que não foram ver o jogo porque tinham medo dado que "é um Braga-Vitória, há sempre porrada, tenho medo de levar o miúdo". E achamos isto normal.

O facto de um miúdo não poder entrar num estádio com a camisola do seu clube, seja ele qual for, seja em que estádio for, é um sinal de que está tudo errado. O facto de isto também acontecer nos estádios de quem agora se queixa não significa que tenha que ser assim em todo o lado. Eu devia poder ir ver o jogo com a minha camisola do Braga a qualquer estádio do país para qualquer bancada desde que tenha bilhete para lá. Isto sim seria um sinal de um país civilizado.

Mas enfim, é o que temos.
Isso é tudo muito bonito mas os três grandes vão a qualquer lado e alguns adeptos acham que e tudo deles e gostam de provocar.
Os clubes foram obrigados a tomar medidas e pelo menos em Braga melhorou consideravelmente com as medidas tomadas
Anuncios G
GverreirodoMinho
GverreirodoMinho Equipa Principal
  • *****
  • 3810
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3751 em: 12 de Setembro de 2022, 12:43 »
Não vamos confundir o que é com o que devia ser.

O que devia ser era uma verdadeira festa entre os adeptos, de qualquer idade, dos dois clubes, sejam eles quais forem.

O que é é uma selvajaria a começar na cultura de claque (que tratam o clube como uma "religião" e qualquer outro clube como "o deus errado") e a acabar em quem carrega a cultura de claque fora dela.

Porque o futebol não é utópico e para precaver as confusões que, sem este tipo de regras, vão acontecer de certeza absoluta (porque acontecem sempre que não as há), o Famalicão, e bem, impôs a regra de separação de adeptos, proibindo adereços do adversário na bancada deles. Esta é a regra. Regra descrita antes do jogo.

Desrespeitar as regras tem consequências. Ser avisado das regras e depois de entrar tentar a falcatrua de voltar a vestir a camisola (e todo este comportamento de vítima à posteriri) é comportamento típico de quem está habituado a não cumprir as regras e de fazer o que bem entender sem consequência.

A pergunta que se impõe: e se fossem do Braga (e neste contexto, o "Braga" serve para todos os clubes portugueses excepto 3)?
Se fossem do Braga 1) teria mais empatia, porque são pessoas que foram ver o seu clube da terra, fora de portas (envolve toda outra logística), mas a opinião mantinha-se, regras são regras; 2) se fossem do Braga dificilmente teriam esta atitude de "eu estou acima da lei", porque essa atitude vem com hábito, e estamos habituados a tratamento bem pior (aliás, se fosse com adeptos do Braga duvido que o próprio tratamento da segurança não fosse ser bem mais hostil)

Enviado do meu MI 8 Lite através do Tapatalk

Sócio 2669.
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 5686
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3752 em: 12 de Setembro de 2022, 12:57 »
Não vamos confundir o que é com o que devia ser.

O que devia ser era uma verdadeira festa entre os adeptos, de qualquer idade, dos dois clubes, sejam eles quais forem.

O que é é uma selvajaria a começar na cultura de claque (que tratam o clube como uma "religião" e qualquer outro clube como "o deus errado") e a acabar em quem carrega a cultura de claque fora dela.

Porque o futebol não é utópico e para precaver as confusões que, sem este tipo de regras, vão acontecer de certeza absoluta (porque acontecem sempre que não as há), o Famalicão, e bem, impôs a regra de separação de adeptos, proibindo adereços do adversário na bancada deles. Esta é a regra. Regra descrita antes do jogo.

Desrespeitar as regras tem consequências. Ser avisado das regras e depois de entrar tentar a falcatrua de voltar a vestir a camisola (e todo este comportamento de vítima à posteriri) é comportamento típico de quem está habituado a não cumprir as regras e de fazer o que bem entender sem consequência.

A pergunta que se impõe: e se fossem do Braga (e neste contexto, o "Braga" serve para todos os clubes portugueses excepto 3)?
Se fossem do Braga 1) teria mais empatia, porque são pessoas que foram ver o seu clube da terra, fora de portas (envolve toda outra logística), mas a opinião mantinha-se, regras são regras; 2) se fossem do Braga dificilmente teriam esta atitude de "eu estou acima da lei", porque essa atitude vem com hábito, e estamos habituados a tratamento bem pior (aliás, se fosse com adeptos do Braga duvido que o próprio tratamento da segurança não fosse ser bem mais hostil)


Enviado do meu MI 8 Lite através do Tapatalk
Houve pessoal do Braga que no jogo do Famalicão ficou fora da caixa e só entrou quando retiraram os adereços do clube. É igual para todos, se uns gostam de se armar em chico-espertos o problema não é de quem define as regras mas de quem se arma em chico-esperto. Isto só é uma questão porque foi um adepto de um clube estarola.
O forum de "reserva": https://superbraga.freeforums.net
LeonelP
LeonelP Equipa Principal
  • *****
  • 2707
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3753 em: 12 de Setembro de 2022, 13:28 »
Num mundo ideal, era adeptos rivais juntos um ao outro e não havia problema. Num mundo ideal também não haveria necessidade de fechar as nossas casas à chave e poderíamos andar com a carteira aberta para melhor acesso aos nossos pertences.
No entanto não vivemos num mundo ideal, e apesar de ter torcido o nariz a esta iniciativa de separar os adeptos, sim sou um idealista às vezes, a verdade é que tem resultado bem. Agora tem-se falado disto porque é um adepto dos três e eles com o rei na barriga pensam que podem fazer o que entenderem sempre. 
LS
LS Equipa Principal
  • *****
  • 5013
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3754 em: 12 de Setembro de 2022, 13:38 »
Tudo muito bonito, mas voltei a ir ao estádio ver jogos com os 3 devido a esta regra. Se voltar à selva que era dantes, volto a deixar de ir ao estádio.
 
 Viram como correu super bem este Braga-sporting? É assim que as famílias voltam a ir ao futebol.

E ainda há quem esteja contra essa medida!
asoaress21
asoaress21 Juniores
  • ***
  • 369
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3755 em: 12 de Setembro de 2022, 14:21 »
Num mundo ideal, era adeptos rivais juntos um ao outro e não havia problema. Num mundo ideal também não haveria necessidade de fechar as nossas casas à chave e poderíamos andar com a carteira aberta para melhor acesso aos nossos pertences.
No entanto não vivemos num mundo ideal, e apesar de ter torcido o nariz a esta iniciativa de separar os adeptos, sim sou um idealista às vezes, a verdade é que tem resultado bem. Agora tem-se falado disto porque é um adepto dos três e eles com o rei na barriga pensam que podem fazer o que entenderem sempre.
Subscrevo inteiramente.
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 4637
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3756 em: 12 de Setembro de 2022, 14:37 »
Obviamente o meu comentário ia de encontro ao que deveria ser e não ao que não é. Eu sei que a realidade é diferente.

De qualquer forma a minha critica incidia sobre o facto que alegadamente adeptos na bancada obrigaram o miúdo a tirar a camisola. Vinha daí a pergunta de qual é o problema ver o jogo com alguém de outro clube ao lado. Se o que se passou foi que o pai sabendo que não podia ir para aquela bancada com adereços do clube visitante mesmo assim foi e foi ele que despiu a camisola ao miúdo já é um bocado diferente. De qualquer forma, vai tudo ter ao ponto de que a intolerância numa coisa com tão pouca importância como é o futebol é algo não só preocupante como chocante. E era por isso que eu dizia  que não fazia mal nenhum haverem bons exemplos. Porque aquilo que se passou com adeptos nossos aqui com o Vitória que os puseram fora da bancada só porque são do outro clube (nem adereços tinham e nem sequer se tinham manifestado) não faz sentido nenhum (que era o que parecia ter sido o caso em Famalicão).

Eu não estou contra a tomada de decisão de não vender bilhetes de público nos jogos grandes aqui em braga, ou não deixar pessoas com adereços do visitante irem para bancadas da casa. É um facto que é uma medida absurda que devia ser desnecessária numa sociedade "em condições" e havendo bom senso, no tal cenário que deveria ser a norma, mas reconheço acaba por evitar mais problemas e por isso no fim, é mesmo necessária. Aquilo que eu não entendo, e não consigo entender, é porque é que cada vez que um adversário grita golo numa bancada "da casa" é logo corrido ao pontapé, mesmo que a regra diga que não pode lá estar. Matou alguém? Roubou alguém? Não é uma pessoa igual às outras? Porque é que é preciso mostrar intolerância desta forma? Isto é uma estupidez que só mostra o tipo de sociedade em que nos estamos a tornar.

E não, não é assim no mundo todo. Já estive em jogos noutros países em que adeptos de ambos os clubes convivem normalmente. Aliás, nem é preciso ir longe, até aqui na regional se vêm várias vezes adeptos de clubes diferentes na mesma bancada e até a conviverem!
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 27928
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3757 em: 12 de Setembro de 2022, 14:38 »
É só a mim que me estar a dar asco o circo montado à volta de um pai que resolveu entrar num estádio com o seu filho sem camisola de livre e espontânea vontade?

Fico à espera que no próximo jogo em casa os adeptos adversários sejam espalhados pelas bancadas da luz, nomeadamente quando for lá jogar o Porto e Sporting.
Estes gajos acham que são donos de tudo e podem fazer tudo, que as regras são só para os outros.
Isto quando na luz neste momento só se entra como adepto adversário sendo identificado com todos os dados pessoais.

O puto é verdade que não tem culpa nenhuma, mas as regras estavam bem claras antes do jogo, não vejo de que se queixam.
É o típico assunto em que uma grande parte da CS assume uma determinada postura com o intuito de condicionar o comentário de muitos adeptos  que com receio de ataques da "boiada" não só não diz o que pensa como em muitos casos até diz precisamente o contrário daquilo que pensa.

Os seguranças cumpriram a lei que data de 2001(11?) (desconhecia a existência desta lei). Mesmo desconhecendo a lei o bom senso diz-me que se há alguém a condenar é o pai da criança que não a deveria ter levado para a bancada destinada aos sócios do Famalicão vestida com a camisola da equipa adversária.

Pena é que, em minha opinião, essa lei não seja cumprida em todos os estádios. Sou completamente favorável à proibição da presença adeptos das equipas adversárias nas bancadas destinadas aos sócios das equipas da casa.
« Última modificação: 12 de Setembro de 2022, 15:56 por Lipeste »
darno
darno Equipa Reservas
  • ****
  • 776
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3758 em: 12 de Setembro de 2022, 14:56 »
Subscrevo o que aqui disseram, no mundo ideal esta medida não tinha sentido algum, o futebol é um desporto e devia ser vivido como tal. Acontece que com as paixões aos clubes isso não é linear muitas vezes passando o limite do racional e consequentemente do civismo.

Para evitar confusões foram criadas estas medidas assim como o Braga optou por deixar de vender bilhetes público no campeonato e vejam a diferença de confusões e conflitos do que eram dantes nos jogos com os 3 porcos do que é agora, vejam a diferença nos resultados desportivos e na afluência de Braguistas ao estádio. Se continuássemos como era dantes cada vez menos gente ia ver os jogos com os 3 porcos porque simplesmente era uma selva, sentavam-se em todo o lado, grande parte provocavam tudo e todos e achavam que era tudo deles.
SCB Monsul
SCB Monsul Equipa Principal
  • *****
  • 1918
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #3759 em: 12 de Setembro de 2022, 16:02 »
Mas desde quando é que para o futebol ser bonito, vivido e engraçado é preciso que os adeptos estejam misturados? É que nos campeonatos que toda a gente idolatra (Inglaterra e Alemanha) não há misturas de adeptos. Na maior festa do futebol de cá (Final da Taça) é tudo feito com base em não haver mistura de adeptos.
Nas grandes finais europeias constroem-se Fan Zones, para uns e para outros.
Mas agora está toda a gente muito preocupada por não se poder ver futebol com os adversários.
Eu vou ao futebol com os meus, beber um copo com os meus e festejar com os meus.
Se quiser ver futebol com adversários fico em casa ou vou ao café.
Toda a gente é livre de ir ver o jogo respeitando os termos e condições. São bem claros. Cada adepto tem o seu lugar devido e quem não cumpre paciência.
Este caso só vem demonstrar o quanto é importante de os adeptos ficarem separados. Se o pai do míudo não fosse um otário tudo tinha corrido bem. Mas há gente que gosta de tentar aproveitar todas as possibilidades de vitimização que lhes caem aos pés.
14 Novembro de 1994 - Sócio nº2320
 

Anuncios M