Quantcast
Estádio Municipal de Braga
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Estádio Municipal de Braga
3241 Respostas
522772 Visualizações
0 Membros e 3 Visitantes estão a ver este tópico.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3080 em: 26 de Outubro de 2023, 01:14 »
Adeptos do Real entraram ja depois do inicio do jogo, video da deslocaçao de um adepto espanhol e as criticas a organizaçao do jogo e estadio.
https://www.youtube.com/watch?v=ddu7rMeL1FA&ab_channel=NAVEDELMADRIDISMO
Ele chegou quarenta minutos antes do jogo e estava na zona onde estava a claque deles. Era óbvio que isso ia acontecer. Este é um problema transversal por essa Europa fora em jogos da Liga dos Campeões. Os adeptos do União de Berlim , também entraram atrasados no Santiago Bernabéu.

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
50 minutos para entrar num estádio estando à porta não é normal nem em África quanto mais na europa!! Mais ainda na quantidade que estavam os do Real Madrid. Os do Berlin também terem entrado atrasados (alguém fala nos comentários) não justifica o que se passou. Não faz qualquer sentido.
Diga-se que ele próprio diz que nunca viu uma vergonha assim... se dúvidas houvessem. Uma coisa é chegar 10minutos antes do jogo com tudo ao molho, outra é chegar como ele 50 minutos, com entradas de adeptos claramente separadas, com 100 ou 150 pessoas à sua frente na entrada cá em baixo.
Parece que há interesse em tratar mal o pessoal...
tiago1992 Equipa Principal
  • *****
  • 2001
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3081 em: 26 de Outubro de 2023, 08:43 »
Adeptos do Real entraram ja depois do inicio do jogo, video da deslocaçao de um adepto espanhol e as criticas a organizaçao do jogo e estadio.
https://www.youtube.com/watch?v=ddu7rMeL1FA&ab_channel=NAVEDELMADRIDISMO
Ele chegou quarenta minutos antes do jogo e estava na zona onde estava a claque deles. Era óbvio que isso ia acontecer. Este é um problema transversal por essa Europa fora em jogos da Liga dos Campeões. Os adeptos do União de Berlim , também entraram atrasados no Santiago Bernabéu.

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
50 minutos para entrar num estádio estando à porta não é normal nem em África quanto mais na europa!! Mais ainda na quantidade que estavam os do Real Madrid. Os do Berlin também terem entrado atrasados (alguém fala nos comentários) não justifica o que se passou. Não faz qualquer sentido.
Diga-se que ele próprio diz que nunca viu uma vergonha assim... se dúvidas houvessem. Uma coisa é chegar 10minutos antes do jogo com tudo ao molho, outra é chegar como ele 50 minutos, com entradas de adeptos claramente separadas, com 100 ou 150 pessoas à sua frente na entrada cá em baixo.
Parece que há interesse em tratar mal o pessoal...

E teve sorte de nao levar porrada da policia...
Proximo mês em Madrid vamos fazer a ver se alguem leva um micro e faz uma reportagem igual, com o bónus de cabeça abertas pelos fardados.
Ele nunca viu nada assim? Que veja o video dos alemães lá no estádio dele.

ps: e sim eu acho que não faz sentido nenhum o tempo de demora e muito menos (e isso sim para mim é mesmo vergonhoso) , por os adversários a entrar pelo meio da lama.
Anuncios M
Anuncios M
Enorme_Guerreiro
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3082 em: 26 de Outubro de 2023, 09:59 »
Adeptos do Real entraram ja depois do inicio do jogo, video da deslocaçao de um adepto espanhol e as criticas a organizaçao do jogo e estadio.
https://www.youtube.com/watch?v=ddu7rMeL1FA&ab_channel=NAVEDELMADRIDISMO
Ele chegou quarenta minutos antes do jogo e estava na zona onde estava a claque deles. Era óbvio que isso ia acontecer. Este é um problema transversal por essa Europa fora em jogos da Liga dos Campeões. Os adeptos do União de Berlim , também entraram atrasados no Santiago Bernabéu.

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
50 minutos para entrar num estádio estando à porta não é normal nem em África quanto mais na europa!! Mais ainda na quantidade que estavam os do Real Madrid. Os do Berlin também terem entrado atrasados (alguém fala nos comentários) não justifica o que se passou. Não faz qualquer sentido.
Diga-se que ele próprio diz que nunca viu uma vergonha assim... se dúvidas houvessem. Uma coisa é chegar 10minutos antes do jogo com tudo ao molho, outra é chegar como ele 50 minutos, com entradas de adeptos claramente separadas, com 100 ou 150 pessoas à sua frente na entrada cá em baixo.
Parece que há interesse em tratar mal o pessoal...
Para começar, não é preciso mentir... (refiro-me à frase "outra é chegar como ele 50 minutos") Ele depois diz que chegou 40min antes, mas não foi à entrada de certeza, deve ter sido às imediações do estádio. Porque por volta dos 6:30, ele está a chegar à entrada e diz que faltam 20min para o apito inicial, e logo a seguir diz que são 19:37. Por isso, ele não chegou 40min antes, ele chegou menos de 30min antes, e aos 10min de jogo já tinha subido as escadas todas e já estava na bancada. Achar isto um escândalo é ridículo!

Mais, ele diz que nunca viu nada disto pela Europa fora, por haverem 2 controlos de segurança mais os torniquetes. Se calhar anda a olhar longe demais, bastava-lhe olhar para o próprio clube dele, que nos nossos bilhetes pede para estarmos lá 90min antes de começar o jogo ("Visiting supporters access 90 min. before" - deixo aqui também a possibilidade de isto significar que a porta visitante só abre 90min antes, mas não é assim que eu interpreto), e que, segundo o Union de Berlim, também tem 3 controlos:
"- The stadium opens at 16:45.
 - Due to the triple check (personal details, body check, stadium entry), it is recommended to enter the stadium in good time."

Eu também acho uma vergonha demorar tanto, e claramente a nossa organização deixa muito a desejar em vários aspectos, mas não podem chegar menos de meia hora antes do jogo começar e ficar surpreendidos de não estar lá antes do jogo começar, simplesmente não podem... Principalmente quando o clube deles pede aos visitantes para irem para lá com o triplo da antecedência que eles foram.
E depois claro, põe-se a cantar "esos portugueses, hijos de p..." em frente aos robocops, claro que ainda vão demorar mais ainda, e ainda se têm é de dar por contentes de entrarem com os dentes todos.
Enorme_Guerreiro
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3083 em: 26 de Outubro de 2023, 10:36 »
De acrescentar que os "pobres" adeptos que entram depois da meia hora de jogo, são os Ultras Sur, grupo neonazi que está proibido de entrar no Bernabéu... E vê-se bem que eles, ao entrarem, desatam a fazer saudações nazi para anunciar a sua chegada. Realmente, coitadinhos, certamente que estavam sossegados à porta do estádio a tempo e horas, deve ter sido esse o problema. E atenção, isto é uma mensagem contra os Ultras Sur em específico, não contra Ultras em geral, não contra os outros que estavam junto à rede e, aparentemente, entraram a tempo e horas.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16561
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3084 em: 26 de Outubro de 2023, 13:35 »
Os da real sociedad parecem ter reais razões de queixa da polícia portuguesa, habitual naquele estádio

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3085 em: 26 de Outubro de 2023, 14:07 »
Adeptos do Real entraram ja depois do inicio do jogo, video da deslocaçao de um adepto espanhol e as criticas a organizaçao do jogo e estadio.
https://www.youtube.com/watch?v=ddu7rMeL1FA&ab_channel=NAVEDELMADRIDISMO
Ele chegou quarenta minutos antes do jogo e estava na zona onde estava a claque deles. Era óbvio que isso ia acontecer. Este é um problema transversal por essa Europa fora em jogos da Liga dos Campeões. Os adeptos do União de Berlim , também entraram atrasados no Santiago Bernabéu.

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
50 minutos para entrar num estádio estando à porta não é normal nem em África quanto mais na europa!! Mais ainda na quantidade que estavam os do Real Madrid. Os do Berlin também terem entrado atrasados (alguém fala nos comentários) não justifica o que se passou. Não faz qualquer sentido.
Diga-se que ele próprio diz que nunca viu uma vergonha assim... se dúvidas houvessem. Uma coisa é chegar 10minutos antes do jogo com tudo ao molho, outra é chegar como ele 50 minutos, com entradas de adeptos claramente separadas, com 100 ou 150 pessoas à sua frente na entrada cá em baixo.
Parece que há interesse em tratar mal o pessoal...
Para começar, não é preciso mentir... (refiro-me à frase "outra é chegar como ele 50 minutos") Ele depois diz que chegou 40min antes, mas não foi à entrada de certeza, deve ter sido às imediações do estádio. Porque por volta dos 6:30, ele está a chegar à entrada e diz que faltam 20min para o apito inicial, e logo a seguir diz que são 19:37. Por isso, ele não chegou 40min antes, ele chegou menos de 30min antes, e aos 10min de jogo já tinha subido as escadas todas e já estava na bancada. Achar isto um escândalo é ridículo!

Mais, ele diz que nunca viu nada disto pela Europa fora, por haverem 2 controlos de segurança mais os torniquetes. Se calhar anda a olhar longe demais, bastava-lhe olhar para o próprio clube dele, que nos nossos bilhetes pede para estarmos lá 90min antes de começar o jogo ("Visiting supporters access 90 min. before" - deixo aqui também a possibilidade de isto significar que a porta visitante só abre 90min antes, mas não é assim que eu interpreto), e que, segundo o Union de Berlim, também tem 3 controlos:
"- The stadium opens at 16:45.
 - Due to the triple check (personal details, body check, stadium entry), it is recommended to enter the stadium in good time."

Eu também acho uma vergonha demorar tanto, e claramente a nossa organização deixa muito a desejar em vários aspectos, mas não podem chegar menos de meia hora antes do jogo começar e ficar surpreendidos de não estar lá antes do jogo começar, simplesmente não podem... Principalmente quando o clube deles pede aos visitantes para irem para lá com o triplo da antecedência que eles foram.
E depois claro, põe-se a cantar "esos portugueses, hijos de p..." em frente aos robocops, claro que ainda vão demorar mais ainda, e ainda se têm é de dar por contentes de entrarem com os dentes todos.
40+10 dá 50minutos, foi o que ele chegou atrasado até ver o jogo.
Se ele está a mentir ou não sou eu que vou decidir porque não tenho dados para tal.
Volto a dizer é uma aberração completa demorar esse tempo a entrar, mesmo que seja os 30 ou 40 minutos.
Se acham que não, estão no vosso direito... é simples.
Felizmente por essa europa fora nunca demorei mais que uns simples minutos a entrar, incluindo já há anos no Bernabeu. Única exceção, Guimarães. Diga-se que por norma até demora mais em Braga.
Sempre que vem um pouco mais de gente o tratamento enfim... é o que é. Não é a 1ªvez que há reclamações e certamente não será a última. Mas quando se paga lagosta e caviar, convém que se coma lagosta e caviar e não frango churrasco.
reg107 Juniores
  • ***
  • 379
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3086 em: 26 de Outubro de 2023, 14:08 »
Os da real sociedad parecem ter reais razões de queixa da polícia portuguesa, habitual naquele estádio

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Os abusos naquele estádio não são cometidos pela polícia, embora compactuem com o circo. De todos os estádios onde já fui, sem dúvida o sitio onde a segurança tem poder a mais. Há demasiada gente a queixar-se para se tratar de incidentes isolados. A quase totalidade dos clubes que encheram o setor visitante daquele estádio tem exatamente as mesmas queixas descrevendo um modus operandi absolutamente nojento.
Heisenberg
Heisenberg Equipa Principal
  • *****
  • 2055
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3087 em: 26 de Outubro de 2023, 15:16 »
De acrescentar que os "pobres" adeptos que entram depois da meia hora de jogo, são os Ultras Sur, grupo neonazi que está proibido de entrar no Bernabéu... E vê-se bem que eles, ao entrarem, desatam a fazer saudações nazi para anunciar a sua chegada. Realmente, coitadinhos, certamente que estavam sossegados à porta do estádio a tempo e horas, deve ter sido esse o problema. E atenção, isto é uma mensagem contra os Ultras Sur em específico, não contra Ultras em geral, não contra os outros que estavam junto à rede e, aparentemente, entraram a tempo e horas.

Que bestas. De facto se há povo ariano são os castelhanos. Por mim eram bem arreados pela polícia ao fazerem essas porcarias de saudações.
Anuncios M
Anuncios M
Luís Duarte
Luís Duarte Equipa Principal
  • *****
  • 3991
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3088 em: 26 de Outubro de 2023, 16:22 »
De acrescentar que os "pobres" adeptos que entram depois da meia hora de jogo, são os Ultras Sur, grupo neonazi que está proibido de entrar no Bernabéu... E vê-se bem que eles, ao entrarem, desatam a fazer saudações nazi para anunciar a sua chegada. Realmente, coitadinhos, certamente que estavam sossegados à porta do estádio a tempo e horas, deve ter sido esse o problema. E atenção, isto é uma mensagem contra os Ultras Sur em específico, não contra Ultras em geral, não contra os outros que estavam junto à rede e, aparentemente, entraram a tempo e horas.

Que bestas. De facto se há povo ariano são os castelhanos. Por mim eram bem arreados pela polícia ao fazerem essas porcarias de saudações.

Se fosse só saudações... https://twitter.com/fabiojgcorreia/status/1717150950807224556
Enorme_Guerreiro
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3089 em: 26 de Outubro de 2023, 17:28 »
Adeptos do Real entraram ja depois do inicio do jogo, video da deslocaçao de um adepto espanhol e as criticas a organizaçao do jogo e estadio.
https://www.youtube.com/watch?v=ddu7rMeL1FA&ab_channel=NAVEDELMADRIDISMO
Ele chegou quarenta minutos antes do jogo e estava na zona onde estava a claque deles. Era óbvio que isso ia acontecer. Este é um problema transversal por essa Europa fora em jogos da Liga dos Campeões. Os adeptos do União de Berlim , também entraram atrasados no Santiago Bernabéu.

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
50 minutos para entrar num estádio estando à porta não é normal nem em África quanto mais na europa!! Mais ainda na quantidade que estavam os do Real Madrid. Os do Berlin também terem entrado atrasados (alguém fala nos comentários) não justifica o que se passou. Não faz qualquer sentido.
Diga-se que ele próprio diz que nunca viu uma vergonha assim... se dúvidas houvessem. Uma coisa é chegar 10minutos antes do jogo com tudo ao molho, outra é chegar como ele 50 minutos, com entradas de adeptos claramente separadas, com 100 ou 150 pessoas à sua frente na entrada cá em baixo.
Parece que há interesse em tratar mal o pessoal...
Para começar, não é preciso mentir... (refiro-me à frase "outra é chegar como ele 50 minutos") Ele depois diz que chegou 40min antes, mas não foi à entrada de certeza, deve ter sido às imediações do estádio. Porque por volta dos 6:30, ele está a chegar à entrada e diz que faltam 20min para o apito inicial, e logo a seguir diz que são 19:37. Por isso, ele não chegou 40min antes, ele chegou menos de 30min antes, e aos 10min de jogo já tinha subido as escadas todas e já estava na bancada. Achar isto um escândalo é ridículo!

Mais, ele diz que nunca viu nada disto pela Europa fora, por haverem 2 controlos de segurança mais os torniquetes. Se calhar anda a olhar longe demais, bastava-lhe olhar para o próprio clube dele, que nos nossos bilhetes pede para estarmos lá 90min antes de começar o jogo ("Visiting supporters access 90 min. before" - deixo aqui também a possibilidade de isto significar que a porta visitante só abre 90min antes, mas não é assim que eu interpreto), e que, segundo o Union de Berlim, também tem 3 controlos:
"- The stadium opens at 16:45.
 - Due to the triple check (personal details, body check, stadium entry), it is recommended to enter the stadium in good time."

Eu também acho uma vergonha demorar tanto, e claramente a nossa organização deixa muito a desejar em vários aspectos, mas não podem chegar menos de meia hora antes do jogo começar e ficar surpreendidos de não estar lá antes do jogo começar, simplesmente não podem... Principalmente quando o clube deles pede aos visitantes para irem para lá com o triplo da antecedência que eles foram.
E depois claro, põe-se a cantar "esos portugueses, hijos de p..." em frente aos robocops, claro que ainda vão demorar mais ainda, e ainda se têm é de dar por contentes de entrarem com os dentes todos.
40+10 dá 50minutos, foi o que ele chegou atrasado até ver o jogo.
Se ele está a mentir ou não sou eu que vou decidir porque não tenho dados para tal.
Volto a dizer é uma aberração completa demorar esse tempo a entrar, mesmo que seja os 30 ou 40 minutos.
Se acham que não, estão no vosso direito... é simples.
Felizmente por essa europa fora nunca demorei mais que uns simples minutos a entrar, incluindo já há anos no Bernabeu. Única exceção, Guimarães. Diga-se que por norma até demora mais em Braga.
Sempre que vem um pouco mais de gente o tratamento enfim... é o que é. Não é a 1ªvez que há reclamações e certamente não será a última. Mas quando se paga lagosta e caviar, convém que se coma lagosta e caviar e não frango churrasco.
Ok, já percebi que a tua segunda frase foi um lapso (mas aí disseste que ele chegou 50min antes e não 40 - irrelevante para o caso, peço desculpa).

A questão é que estás a ser seletivo. Porque ele também disse que chegou 20min antes do jogo quando chegou ao bar do estádio. Ele se calhar chegou 40min antes lá acima, à porta de Montélios, que é onde ele começa a gravar, e depois andou ali a filmar e tal em vez de ir para dentro. Eu acredito mais na versão que ele conta quando chega à porta, sinceramente, do que no tempo que ele menciona depois, frustrado por ter demorado a entrar, há tendência ao exagero.

Eu também acho mal demorar meia hora a entrar, e não devia acontecer. Só discordo que seja um escândalo e, muito menos, exclusivo de Braga ou de Portugal. E comparar o que eles demoraram com o que se demora noutros estádios no setor da casa, faz pouco sentido, porque sabemos que não é bem a mesma coisa (em teoria devia, esse é que é o ponto), até porque dos 30min que ele demorou a chegar à bancada, uma parte considerável é já depois dos controlos, naquelas escadas intermináveis.

Reforço: o meu ponto principal aqui não é concordar com o tempo que demoraram, é só dizer que está longe de ser exclusivo. A ti, felizmente, nunca te aconteceu. A mim, posso-te dizer que ainda agora em Berlim, chegámos à porta do estádio na escolta policial, e largaram-nos autenticamente na fila com os adeptos do Union. Não sei precisar ao certo quanto tempo demorei desde que a escolta policial nos largou ali até que cheguei à bancada, mas foram mais de 20min de certeza (só não digo mais de 30min porque não tenho a certeza da hora exata a que chegámos à porta, só sei que foi antes das 18h e que quando cheguei à bancada já passava das 18h20), e isto porque nós começámos a passar aos 2 e aos 3 de cada vez no torniquete e eu depois fui a correr até à bancada, que não era propriamente perto do torniquete, por causa da chuva... Ah, e sem sermos revistados! Imagina se houvesse revista... E chegámos ao estádio sensivelmente uns 55min antes do jogo começar.

Vou ver se cronometro o tempo no Bernabéu...
Zusco
Zusco Equipa Principal
  • *****
  • 2305
  • Quem não sente não entende
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3090 em: 26 de Outubro de 2023, 20:44 »
De acrescentar que os "pobres" adeptos que entram depois da meia hora de jogo, são os Ultras Sur, grupo neonazi que está proibido de entrar no Bernabéu... E vê-se bem que eles, ao entrarem, desatam a fazer saudações nazi para anunciar a sua chegada. Realmente, coitadinhos, certamente que estavam sossegados à porta do estádio a tempo e horas, deve ter sido esse o problema. E atenção, isto é uma mensagem contra os Ultras Sur em específico, não contra Ultras em geral, não contra os outros que estavam junto à rede e, aparentemente, entraram a tempo e horas.

Que bestas. De facto se há povo ariano são os castelhanos. Por mim eram bem arreados pela polícia ao fazerem essas porcarias de saudações.

Se fosse só saudações... https://twitter.com/fabiojgcorreia/status/1717150950807224556
foi por causa destes que fiquei retido na saída do caminho da pedagógica para os deixar passar? tá fixe
Anuncios G
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 3509
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3091 em: 27 de Outubro de 2023, 09:06 »
De acrescentar que os "pobres" adeptos que entram depois da meia hora de jogo, são os Ultras Sur, grupo neonazi que está proibido de entrar no Bernabéu... E vê-se bem que eles, ao entrarem, desatam a fazer saudações nazi para anunciar a sua chegada. Realmente, coitadinhos, certamente que estavam sossegados à porta do estádio a tempo e horas, deve ter sido esse o problema. E atenção, isto é uma mensagem contra os Ultras Sur em específico, não contra Ultras em geral, não contra os outros que estavam junto à rede e, aparentemente, entraram a tempo e horas.
Até podiam ser ressurreições do Hitler, não justifica tamanho atraso pra entrar num estádio de futebol.
São inúmeros os grupos de adeptos, estrangeiros e nacionais, que se queixam do acesso ao nosso estádio. A única constante é o próprio estádio.
Enorme_Guerreiro
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3092 em: 27 de Outubro de 2023, 10:00 »
De acrescentar que os "pobres" adeptos que entram depois da meia hora de jogo, são os Ultras Sur, grupo neonazi que está proibido de entrar no Bernabéu... E vê-se bem que eles, ao entrarem, desatam a fazer saudações nazi para anunciar a sua chegada. Realmente, coitadinhos, certamente que estavam sossegados à porta do estádio a tempo e horas, deve ter sido esse o problema. E atenção, isto é uma mensagem contra os Ultras Sur em específico, não contra Ultras em geral, não contra os outros que estavam junto à rede e, aparentemente, entraram a tempo e horas.
Até podiam ser ressurreições do Hitler, não justifica tamanho atraso pra entrar num estádio de futebol.
São inúmeros os grupos de adeptos, estrangeiros e nacionais, que se queixam do acesso ao nosso estádio. A única constante é o próprio estádio.
Não percebeste o meu ponto... O jovem do vídeo, entra aos 10min de jogo e tinha relativamente pouca gente depois dele, algumas dezenas (ele mostra ao subir as escadas), pelo que assumo que antes dos 20min estavam todos lá dentro. O que eu quis salientar foi que os adeptos que fizeram títulos de notícia em Espanha, que diziam que aos 40min ainda estava gente a entrar, foram estes "meninos", que eu duvido muito que estivessem na fila a horas junto dos outros, visto que chegaram todos em grupo depois dos 30min de jogo, é esse o meu ponto. Ou seja, o vídeo do jovem dá-me a entender que houve atraso nalguns adeptos que entraram até aos 20min, se tanto, depois deixou de entrar gente (no vídeo dele apenas se vêem polícias a entrar na bancada, o que dá de facto a entender que já saíram doutras zonas onde eram necessários), e depois mais tarde chegou um grupo dos Ultras Sur, isolado do resto. Se eles chegaram à porta do estádio já depois da hora de início, como me parece que tenha acontecido, continua a não se justificar?

Já disse que também discordo que se demore tanto a entrar, mas está longe de ser exclusivo do nosso estádio, infelizmente. O que me irrita um bocado é estas notícias do "alguns só entraram aos 40min de jogo", passando a ideia que tiveram mais de 1h para entrar no estádio, o que não foi manifestamente verdade, como se pode ver no vídeo do jovem. Volto a repetir: podem-se queixar, mas não se podem escandalizar de chegar 20min antes do jogo à porta do estádio e não entrarem a tempo do início.
Enorme_Guerreiro
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3093 em: 27 de Outubro de 2023, 10:16 »
Em jeito de comparação, aqui é a entrada do setor visitante do Bernabéu, por onde têm de ser controladas quase 4mil pessoas:


Será assim tão diferente do nosso que, sendo mais estreito, só tem de controlar menos de metade das pessoas?
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16561
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3094 em: 29 de Outubro de 2023, 13:45 »
SEMANÁRIO#2661 - 27/10/23

O futuro em quatro linhas

Um dos maiores clubes do mundo prepara-se para a inauguração oficial daquele que é um dos estádios mais modernos do mundo. O novo Santiago Bernabéu já brilha no coração de Madrid e amanhã, em Marrocos, pode tornar-se a estrela principal da apresentação que constitui o pontapé de saída para o Mundial de 2030

A presença imponente de uma massa de aço brilhante, desprovida de ângulos, no meio da melhor paisagem urbana da cidade de Madrid, o Paseo de la Castellana, eixo central norte-sul (7,9 km) da dinâmica capital espanhola, já adquiriu um estatuto de símbolo. Faltando apenas alguns retoques no interior e no exterior, o novo estádio Santiago Bernabéu está pronto para a sua inauguração oficial. Já ali foram disputados vários jogos de futebol da La Liga, o primeiro dos quais a 2 de setembro contra o Getafe, outra equipa madrilena, mas o titular do novo estádio, o Real Madrid, quer que a data que deve ficar na história como sendo a de abertura desta monumental instalação seja 14 de dezembro, dia em que se comemora o 76º aniversário do primeiro Bernabéu. Florentino Pérez, presidente do clube madrileno, está determinado a que uma cerimónia solene, com grande repercussão internacional, assinale este acontecimento no calendário. Sonha — embora ninguém o confirme — ter como convidado o cantor Julio Iglesias, que acaba de fazer 80 anos e que quando jovem chegou a ser guarda-redes do Real Madrid.

A partir desse momento, começa uma nova etapa na lenda desta instituição, fundada em março de 1902 pelos irmãos Ramón e Carlos Padrós, que tinham trazido de Inglaterra para o Foot Ball Club Sky o seu amor pelo futebol. Ramón, catalão de Barcelona, foi o primeiro presidente do Madrid Foot Ball Club e o primeiro a festejar o primeiro título madrileno, o “Concurso Madrid”, conquistado em 1903. Antes de se reformar, Ramón Padrós foi o responsável pela fundação da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) em 1913.

Desde então, depois de ter passado por numerosas vicissitudes, o clube madrileno consolidou a sua posição como uma das instituições sociais e desportivas mais representativas de Espanha, que agora cresce com a titularidade deste novo estádio destinado a tornar-se um emblema da cidade “a nível mundial”, como deseja o presidente Florentino Pérez, que está no cargo, no seu segundo mandato, desde 2009. Um exemplo do impacto que o Real Madrid tem é que dos 2466 núcleos de adeptos madrilenos que existem em todo o mundo, 235 estão fora de Espanha. Enquanto todas as equipas brasileiras têm pouco mais de 232 milhões de fãs nas redes sociais, o Real Madrid tem mais de 500 milhões de seguidores certificados no Facebook, Instagram, X (antigo Twitter) e TikTok. A marca “Real Madrid” é a mais forte do mundo pelo segundo ano consecutivo, segundo o relatório “Football 50/23” da empresa de consultoria Brand Finance, que coloca o Liverpool em segundo lugar.

UM CLUBE QUE VALE €6,07 MIL MILHÕES

No início deste ano, a revista “Forbes” estabeleceu em €6,07 mil milhões o valor do clube, que pertence aos seus 99.781 sócios, que pagam uma quota anual (adultos) de €164,11. Segue-se o Manchester United, com um valor estimado em €6 mil milhões, e o Barcelona, com €5,51 mil milhões. O Real Madrid fechou a época passada com €843 milhões de receitas, €12 milhões de lucro e uma dívida líquida negativa (excluindo a derivada das obras do novo estádio) de -€47 milhões. O clube terminou 2022 com uma disponibilidade de tesouraria de €425 milhões e um património líquido de €558 milhões. O orçamento para a época 23-24 é de €750 milhões.

Mesmo com centenas de operários a trabalhar nas várias secções das obras, que começaram em 2019, já se podem ver claramente as características essenciais do novo estádio Santiago Bernabéu. As suas inovações técnicas mais espetaculares já foram testadas com sucesso. Entre elas, destaca-se a cobertura retrátil, concluída no passado mês de agosto, que permitirá a utilização do estádio durante todo o ano, quer caia chuva ou neve. O sistema baseia-se numa rede de células insufláveis com almofadas feitas de membrana de tecido PTFE (fibra de vidro impregnada de teflon), revestidas de fluoropolímeros que favorecem a dobragem e o desdobramento, deslocadas sobre carris por meio de carrinhos individuais, o que permite que a manobra completa, incluindo o desdobramento e a insuflação, se realize em 20 minutos.

É pouco provável que um estádio com as características do novo Bernabéu seja construído na Europa antes do final da década

O resultado é um recinto estanque, com uma acústica muito melhorada, no qual os eventos musicais terão um som muito especial. As características das almofadas deslizantes, que estarão sujeitas a muitas adversidades climáticas, tornam-nas resistentes aos componentes químicos atmosféricos, garantindo a sua impermeabilidade e o isolamento elétrico. O sistema de drenagem escoa os líquidos para os lados, favorecido pela inclinação natural da cobertura. As treliças — a estrutura da cobertura — são feitas de aço composto, um material utilizado na indústria aeroespacial e eólica.

Todo o retrátil está equipado com sensores — anemómetros, termómetros, detetores de chuva/neve/gelo — que serão cruciais no processo de decisão sobre a abertura ou o fecho da cobertura. Esta missão é confiada ao diretor do jogo, de acordo com as regras da FIFA, que será aconselhado pelo diretor do estádio, que encabeça uma grande equipa de técnicos. Com excesso de vento em altura, com precipitação de neve de uma certa magnitude ou com temperaturas inferiores a 0°C ou superiores a 40°C, a cobertura retrátil não se pode expandir.

RELVADO DISSIMULÁVEL NO “HIPOGEU”

Outra inovação técnica que está a receber muita atenção do exterior é o sistema de relvado ocultável, que se esconde automaticamente sob um dos lados do estádio por meio de seis tabuleiros deslizantes de 107mx12m, cada um pesando cerca de 1500 quilos. O espaço subterrâneo de armazenamento do relvado, batizado pelos técnicos como “Hipogeu”, possui sistemas de irrigação e fertilização, luzes ultravioleta, ventilação, aquecimento e outros componentes. Desta forma, o relvado do novo estádio, um dos elementos mais sensíveis da sua estrutura, é preservado do desgaste de outros eventos desportivos, culturais e musicais. A ideia, como todas as inovações técnicas, partiu dos estúdios GMP Arquitetura, L35 Arquitetura e Ribas & Ribas Arquitetos, responsáveis pela conceção e execução da obra. É notável que a obra, de uma magnitude mais do que considerável, não tenha produzido praticamente nenhuma alteração na zona urbana envolvente.

MODERNO O exterior do estádio é composto por 14 mil chapas de aço, que lhe conferem um aspeto futurista e reafirmam a sua imagem como um espaço mítico

A pele exterior do estádio, composta por 14 mil chapas de aço, confere ao Santiago Bernabéu um espetacular aspeto futurista e reafirma a sua imagem como um espaço mítico, capaz de intimidar a equipa visitante mais aguerrida. Estas chapas metálicas, nas quais se podem projetar imagens, são tratadas para evitar que o reflexo do sol ofusque os automobilistas ou os vizinhos do Paseo de la Castellana. Um skywalk que percorre todo o perímetro do estádio no último andar tornar-se-á uma das atrações turísticas do estádio com as suas extraordinárias vistas panorâmicas da cidade, tal como o novo museu do clube, instalado num sector feito para essa finalidade, cuja colocação na estrutura mediante gruas foi um dos momentos mais difíceis da obra.

O EDIFÍCIO MAIS FOTOGRAFADO DE MADRID

O clube, que atualmente ganha cerca de €175 milhões por ano com as visitas ao museu, onde exibe uma extensa coleção de troféus, fotografias históricas e objetos emblemáticos, como as Taças dos Campeões Europeus conquistadas pela equipa, espera a partir de agora angariar mais de €400 milhões. O museu madrileno, cuja entrada custa €28, é a terceira atração turística mais popular da cidade. O Bernabéu é o edifício mais fotografado da capital espanhola, de acordo com um estudo da Faculdade de Geografia da Universidade Complutense. Um painel de vídeo de 360 graus permitirá ver projeções a partir de qualquer ponto do estádio, iluminado a partir de cima por uma coroa de luzes LED. As bancadas do extremo sul foram concebidas para serem rebatíveis e poderem ser elevadas quase verticalmente através de 16 elevadores hidráulicos, o que liberta um espaço de cerca de 1500 m2 que pode ser utilizado para qualquer tipo de evento ou acesso ao interior do estádio.

A direção do clube madrileno, liderada por Florentino Pérez, pretende transformar o Real Madrid e o seu emblemático novo estádio Santiago Bernabéu numa máquina de produzir receitas. Para o efeito, celebrou um acordo com dois dos mais poderosos operadores de espaços de entretenimento do mundo, Sixth Street e Legends Hospitality, que, em troca de uma comissão de 30% sobre os lucros, se comprometem contratualmente a realizar um determinado número de eventos por ano. As atuações de Taylor Swift, Duki e Manuel Carrasco já estão assinadas para 2024. Representantes da National Football League (NFL) dos Estados Unidos, liderados pelo seu vice-presidente executivo Peter O’Reilly, ficaram impressionados com a visita às obras do novo Bernabéu e querem trazer a Madrid algum dos jogos emblemáticos do futebol americano.

Na zona VIP, os bilhetes para o Real Madrid-Braga, em novembro, custam €350: com camarote climatizado e restauração de alta qualidade

As obras, que tiveram no seu auge 400 linhas de ação diferentes, com o que isso significou em termos de esforços de coordenação para a direção técnica, sofreram um atraso de doze meses, devido às interrupções no fornecimento de materiais causadas pela crise económica derivada da guerra na Ucrânia. Com a remodelação (que custará um total de €800 milhões, mais €225 milhões do que o inicialmente previsto), o novo Bernabéu terá uma capacidade para 84.744 espectadores, todos sentados, mais 3 mil lugares do que na versão anterior. Mil destes lugares destinam-se a pessoas com mobilidade reduzida, para as quais foram previstos acessos especiais e casas de banho adaptadas.

A ÁREA VIP: ATENÇÃO MÁXIMA E PERSONALIZADA

As áreas de imprensa também foram redesenhadas, com 250 lugares para redatores, comentadores de rádio e televisores. A zona VIP, situada no piso 7 do estádio, foi concebida para o atendimento personalizado e exclusivo às pessoas que podem pagar os €350 que custará, por exemplo, o jogo Real Madrid-Braga do próximo dia 8 de novembro. O preço inclui a receção junto ao estádio, um camarote envidraçado e climatizado, um serviço de restauração de alta qualidade e a atenção de pessoal especializado durante todo o jogo.

Todos os elementos auxiliares e complementares, como os serviços de restauração e de bar, as instalações sanitárias, etc. foram completamente remodelados. O mesmo se aplica aos parques de estacionamento exteriores, que são a única área em que o Real Madrid se deparou com uma oposição considerável por parte das associações de moradores da zona. O túnel de acesso ao novo parque de estacionamento, com 1115 lugares, através de uma das ruas mais movimentadas das imediações, colocou em pé de guerra 33 associações de proprietários da zona urbana, três escolas e quatro parques de estacionamento de residentes. Segundo Sacramento Ramos, presidente da associação dos lesados, o projeto não tem em conta o impacto ambiental nem o trânsito atual da zona. Neste contexto, o Real Madrid obteve a concessão administrativa para a exploração, durante 40 anos, de dois outros parques de estacionamento que o clube irá construir nos seus terrenos, com uma capacidade total de 1876 lugares. As receitas previstas com esta exploração estão estimadas em €570 milhões.

O novo estádio culmina a evolução histórica de um clube que sempre procurou distinguir-se pela promoção de valores como a qualidade ao mais alto nível, o espírito ganhador, a universalidade, a solidariedade, o respeito, o trabalho de equipa e, sobretudo, o señorío, uma expressão de difícil tradução para outras línguas. Estes valores estão enraizados e são difundidos através de instituições muito cuidadas pelo clube, como a Escola Universitária, onde mais de 14 mil estudantes são formados em várias disciplinas relacionadas com a gestão desportiva, ou a Fundação Real Madrid, que leva os ideais dos ‘merengues’ a todo o mundo. “Nunca desistir faz parte do nosso ADN”, gosta de dizer o atual presidente, Florentino Pérez, que ficará na história pela transformação radical do clube que promoveu pessoalmente e pela sua visão empresarial aplicada a uma entidade desportiva.

TECNOLOGIA O teto retrátil está equipado com sensores — anemómetros, termómetros, detetores de chuva/neve/gelo — que serão cruciais no processo de decisão sobre a abertura ou o fecho da cobertura

Pérez, de 76 anos, é engenheiro de profissão e, desde 1997, presidente da ACS, uma das mais poderosas e modernas empresas de infraestruturas de Espanha, que se tornou uma multinacional com um volume de negócios de €33.615 milhões, lucros de €668 milhões em 2022 e uma capitalização bolsista de €82 mil milhões. A revista “Forbes” atribui uma fortuna pessoal de €2,3 mil milhões ao presidente do Real Madrid. No entanto, nenhuma das múltiplas satisfações que a sua elevada posição profissional lhe proporciona o compensa tanto como um triunfo de qualquer uma das secções desportivas da entidade a que preside. Está à frente da direção do Real Madrid desde 2009, tendo sido reeleito quatro vezes até hoje. Ninguém se atreveu, nestes anos, a pensar sequer em apresentar-se como seu concorrente. Segundo os seus adversários, que os tem, Pérez continuará a ser presidente do Real Madrid até deixar de o querer ser.

Está, sem dúvida, a caminho de ultrapassar, em termos de projeção histórica e carisma, Santiago Bernabéu de Yeste, personagem ligada ao clube como jogador, treinador e diretor, desde 1927, que se tornou presidente em 1943 com o sonho de construir um estádio que respondesse às exigências de uma atividade cada vez mais popular e cosmopolita. Conseguiu-o nuns terrenos dos então subúrbios da capital, que se revalorizaram extraordinariamente com a presença do Estádio Chamartín, que seria renovado em 1952 e tomou o nome do seu fundador em 1955. Posteriormente, o estádio foi palco de muitas celebrações desportivas, 36 finais da Taça de Espanha, entre outras, e também das grandes comemorações patrióticas que, por diferentes razões, foram organizadas pelo regime do ditador Francisco Franco, um frequentador assíduo do seu camarote presidencial e precursor da fama de que o estádio ainda hoje goza como ponto de encontro das figuras mais influentes da sociedade espanhola.

No entanto, o Real Madrid luta para se livrar do rótulo de “clube do regime” que lhe foi atribuído durante anos. Os seus dirigentes recordam que o Barcelona atribuiu a insígnia de ouro e brilhantes do clube a Franco muito antes dos madrilenos e que Bernabéu, militante republicano de direita, ligado à Confederação Espanhola de Direitos Autónomos (CEDA), de orientação democrata-cristã, nunca conseguiu que a administração franquista reclassificasse como urbanizáveis alguns terrenos rurais adquiridos pelo Real Madrid, como fez com outros terrenos adquiridos pelo clube blaugrana na zona de Les Corts, em Barcelona, num dos mais relevantes golpes urbanísticos da época. Santiago Bernabéu exerceu a presidência até à sua morte, em 1978.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16561
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3095 em: 29 de Outubro de 2023, 13:47 »
 (continuação)

AGORA, O CAMPEONATO DO MUNDO DE 2030

E agora chega o Mundial de 2030. E com ele a melhor oportunidade para o novo Santiago Bernabéu. Madrid quer que a grande final se realize a 14 de julho na cidade e tem credenciais suficientes para que isso aconteça, incluindo o facto de ter o melhor estádio do mundo, segundo Florentino Pérez, presidente do clube que o construiu, o Real Madrid. É pouco provável que um estádio com as características daquele que será formalmente inaugurado na capital espanhola no próximo dia 14 de dezembro seja construído na Europa antes do final da década. Quando as múltiplas sedes de Portugal, Marrocos e Espanha — mais as transatlânticas da Argentina, Uruguai e Paraguai — acolherem as competições do Campeonato do Mundo, o estádio de Madrid já terá sido utilizado para jogos de futebol, eventos desportivos de todo o tipo e os mais variados espetáculos musicais.

As autoridades da FIFA parecem concordar com o sentimento geral de que o jogo final do Campeonato do Mundo deve ter lugar na capital espanhola e no Bernabéu. Em Portugal, pelo menos para já, nem a opinião pública nem as autoridades demonstram grande interesse em acolher este evento. A principal concorrência vem de Marrocos, cujo rei Mohamed VI, está pessoalmente empenhado em projetar a imagem do seu país como o mais moderno e próspero do Norte de África. Rabat já anunciou a construção em Casablanca de um “macro estádio” com capacidade para 93 mil espectadores — recorde-se que a FIFA exige uma capacidade mínima de 80 mil espectadores para as sedes da fase final do Campeonato do Mundo — que poderá estar concluído para os festejos da 35ª Taça das Nações Africanas, a realizar em Marrocos em 2025. No projeto do programa inicial, as meias-finais do Mundial estão previstas para Lisboa e Rabat.

O sistema de relvado ocultável esconde-se automaticamente sob um dos lados do estádio por meio de seis tabuleiros deslizantes de 107mx12m, cada um pesando cerca de 1500 quilos

O interesse pessoal do rei no Campeonato do Mundo de 2030 é tal que, em plena tarefa de reconstrução na sequência dos danos causados pelo terramoto de há dois meses, deu luz verde a dotações orçamentais de mais de €5 mil milhões para adaptação de outras possíveis sedes do Mundial, como o estádio Moulay Abdellah em Rabat (61 mil lugares), o Ibn Batuta em Tânger (65 mil lugares) e outros estádios mais pequenos em Fez, Agadir e Marraquexe. Com a sua participação em 2030, Marrocos está a eliminar em parte o doloroso espinho que o afetou quando a África do Sul lhe arrebatou o privilégio de ser o país anfitrião em 2010, depois de se ter candidatado sucessivamente em 1994, 1998 e 2006.

PRESSÕES POLÍTICAS

O monarca alauita, grande adepto do futebol, é um mestre na utilização de armas políticas para virar a seu favor as circunstâncias mais adversas. No caso de Espanha, a história das relações bilaterais entre os dois países está recheada de episódios de tensão política. Quando lhe convém, Marrocos não hesita em recorrer a pressões colaterais, como fez o pai do atual rei, Hassan II, quando conseguiu anexar o Sara Ocidental, antiga colónia espanhola, sob a enorme ameaça da Marcha Verde, em 1975. Se Mohamed VI quiser a final para Casablanca, ninguém duvida que o regime marroquino irá alimentar a reivindicação permanente de Rabat sobre as cidades espanholas do Norte de África, Ceuta e Melilha, que a população marroquina, convenientemente incitada, considera suas e ocupadas. O ministro espanhol da Cultura e dos Desportos, Miquel Iceta, recordou recentemente que “existe um acordo prévio entre a FIFA e as três federações nacionais, prevendo que a final se realize em Espanha e as duas meias-finais em Portugal e Marrocos, respetivamente”.

Não se trata apenas do atrativo de ter à disposição um estádio como o Bernabéu. A cidade de Madrid está suficientemente preparada, de acordo com os especialistas mais exigentes, para um acontecimento de ressonância universal como o Campeonato do Mundo de Futebol. Já o demonstrou em ocasiões como a Conferência de Paz para o Médio Oriente, realizada em 1991, na qual participaram personalidades como George Bush pai, Mikhail Gorbatchov, o primeiro-ministro israelita Isaac Shamir e delegações de alto nível da Organização de Libertação da Palestina (OLP), do Egito, da Jordânia, do Líbano e da Síria. Também na Cimeira do Clima de 2019, que a Espanha conseguiu organizar em quatro semanas após a demissão do Chile, que era o anfitrião oficial. Mais recentemente, a capital espanhola acolheu, sob aplausos unânimes, a cimeira da NATO em 2022. O Santiago Bernabéu, na sua versão anterior, já acolheu a final do Mundial 82, a Taça Libertadores da América em dezembro de 2018 entre o River Plate e o Boca Juniors (5-3) ou a Liga dos Campeões em 2009. Segundo os registos, o Santiago Bernabéu é o único estádio do mundo a ter acolhido pelo menos uma vez a final dos torneios futebolísticos mais importantes do mundo.

Para a FIFA, o importante na escolha dos locais deste Mundial multinacional (“um quebra-cabeças, uma trapalhada, um circo de nove pistas...”, na opinião do colunista desportivo do jornal “El Mundo”, Carlos Toro) são também as infraestruturas de todo o tipo oferecidas pelos locais de acolhimento. E, neste domínio, há poucas ofertas de serviços como as que Madrid pode apresentar. 76 mil camas de hotel, 65% das quais em estabelecimentos de 4 e 5 estrelas; 38 hotéis de 5 estrelas/luxo; 6.200.000 turistas estrangeiros registados oficialmente em 2022 (os números para 2023 prometem ser ainda melhores) e 14,7 milhões de visitantes totais, incluindo nacionais, nesse mesmo ano. Uma infraestrutura de transportes urbanos geralmente invejada; um aeroporto internacional de grande capacidade a vinte minutos do centro da cidade e duas estações ferroviárias com terminais de alta velocidade no centro urbano; uma hospitalidade comprovada, uma gastronomia de renome, as últimas novidades em espetáculos musicais e uma reputação bem merecida como um local divertido e seguro para se estar.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2754
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3096 em: 29 de Outubro de 2023, 17:02 »
O estádio é um dos principais motivos da minha ida a Madrid. Deve ser fenomenal.

Cada vez será mais difícil uma equipa portuguesa ombrear com estes colossos. A receita anual que vão arrecadar com as visitas ao museu (29€/ pessoa), estádio e parques de estacionamento dava para cobrir os orçamentos de TODOS dos clubes portugues!! É impossível fazer competir com isto.
« Última modificação: 29 de Outubro de 2023, 17:04 por Somos Braga! »
O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3097 em: 29 de Outubro de 2023, 19:54 »
Ler tudo isto sobre o Bernabéu e depois olhar para o municipal nem 20 anos tem até dá vontade de chorar... (e ainda há quem ache que o municipal não é muito mau)
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2754
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3098 em: 30 de Outubro de 2023, 08:35 »
https://fb.watch/n-8RUdfe3t/


Até os jogadores do melhor clube do mundo ficaram impressionados com o nosso estádio. Há que admitir que, do ponto de vista estético (sendo que gostos são relativos) é um estádio que impressiona.

Se fosse possível resolver os problemas de acessibilidade,  estacionamento e conforto dos adeptos, ficaríamos muito bem servidos.

Enviado do meu SM-A515F através do Tapatalk
O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 27928
  Re: Estádio Municipal de Braga
« Responder #3099 em: 31 de Outubro de 2023, 10:03 »


ominho.pt

AGERE paga 49.500 euros anuais por camarote para trabalhadores verem jogos do SC Braga


O MINHO / LUSA

Os vereadores do PS na Câmara de Braga criticaram hoje o contrato celebrado entre a empresa pública municipal AGERE com o SC Braga, no valor anual de 49.500 euros, para garantir um camarote para assistir a jogos de futebol.

Pela voz do vereador Artur Feio, os socialistas falaram em “esbanjamento de dinheiro”, em “opção despesista” e em “falta de equidade” em relação a todo o universo municipal.

Na resposta, o administrador da Agere (empresa de águas, efluentes e resíduos), Rui Morais, disse que o contrato pretende assumir-se como uma espécie de “prémio” para os trabalhadores com absentismo zero.

Adiantou que, por época, cada “premiado” poderá ir quatro vezes ao estádio.

“O camarote não é para uso da administração, mas sim dos trabalhadores da AGERE com absentismo zero. É um género de prémio”, acrescentou Rui Morais, dizendo ainda que este contrato já vem desde 2004, numa altura em que a Câmara de Braga era gerida pelo PS.

No entanto, os vereadores socialistas dizem que desta medida resulta “falta de equidade” no universo municipal, já que contempla apenas uma empresa.

“Devia haver um fio condutor”, defendeu Artur Feio.

Presidente da Câmara não acha “nada mal”

O presidente da câmara, Ricardo Rio, disse que em causa estarão “20 euros” por cada ida de um trabalhador ao estádio e vincou que não acha “nada mal” a iniciativa de “recompensar” quem não falta ao trabalho.

“Se a AGERE tem condições para atribuir essa recompensa, não acho nada mal que o faça. Não se deve nivelar por baixo”, argumentou o autarca.

Rio disse ainda que, a seguir o raciocínio dos socialistas, os trabalhadores da AGERE também “não receberiam o prémio de produtividade”.

A AGERE é detida em 51% pelo município de Braga e em 49% pelo consórcio Geswater.

em: https://ominho.pt/agere-paga-49-500-euros-anuais-por-camarote-para-trabalhadores-verem-jogos-do-sc-braga/
 

Anuncios M