Quantcast
Universo Braguista - Assuntos genéricos
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Universo Braguista - Assuntos genéricos
1209 Respostas
189000 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
joaoPC Equipa Principal
  • *****
  • 2520
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1040 em: 13 de Março de 2024, 19:23 »
As palavras xenofobia, racismo e  fascismo estão a cair no vazio pela boca e pelos teclados de n pessoas que as usam por tudo e por nada, na maioria das vezes inadequadamente.

Nem com a mais recente "surpresa"  aprenderam alguma coisa... é a banalização do poder da(s) palavra(s).
Quantos exemplos de xenofobia devido a este publicação queres?



Acho que o que o lipeste queria dizer é que a palavra  xenofobia é uma palavra que se perdeu no seu significado. Fobia = medo.

Aracnofobia é o medo de aranhas e xenofóbia  é o medo de estrangeiros.

O ódio, aversão, hostilidade a uma religião, nacionalidade, tradições e culturas, cor de pele etc para mim é racismo e não xenofobia.
O que o Lipeste queria dizer é que as palavras não têm significado porque são usadas por tudo e por nada.
E eu até concordo, principalmente na política onde qualquer coisa é considerada fascismo.

Neste caso em concreto é mesmo xenofobia e racismo.

O Lipeste disse o quiz dizer...o termo xenofobia e principalmente o termo racismo, estão a ser abusiva e erradamente utilizados em n situações o que, em minha opinião, pode acabar por retirar peso, a  gravidade a situações que são verdadeiramente graves...por exemplo, quando alguém acusa outro  de ser xenófobo por defender uma política de migração/imigração diferente daquela que temos, com outras regras, ou pior ainda quando é acusado de racismo por isso, não está a fazer outra coisa senão a retirar o verdadeiro significado a esses termos, a tentar minar e  deturpar a discussão, a contribuir para que muitos deixem de lhes atribuir a sua verdadeira gravidade...quando se aproveita, por exemplo, uma piada com bacon ou leitões relativamente a uma religião para se atirar logo com o rótulo da intolerância ou preconceito,  colocando-a ao mesmo nível de alguém que possa ter dito algo como "vão para a vossa terra" não se está a fazer mais do que a demostrar intolerância, tratando por igual o que é diferente (felizmente por cá os católicos não só encaixam com naturalidade as piadas relacionadas com a sua religião/igreja, como são os próprios a dize-las e a rir-se delas mas depois há alguns mais papistas que o papa e quando a piada é feita com muçulmanos/islão (neste caso), já acham que é intolerância religiosa, preconceito, xenofobia mas se calhar é só agenda...).

Em Portugal há muito preconceito mas racismo? Haverá "meia dúzia" que consideram outras raças ou nacionalidades como sendo interiores mas 99,9% não partilham essa estupidez (nem sequer a maioria daquelas que são acusados de racismo para com uma determinada etnia que se auto exclui e que é, ela própria, racista). Xenofobia sim poderá estar a crescer mas também me parece que não será no sentido que a maioria lhe atribui, pelo que consigo observar essa "xenofobia" não assenta no ódio intrínseco por estrangeiros (pode lá vir a chegar) mas sim nos medos e receios relacionados com o mercado de trabalho, essencialmente).

É por tudo isto e por muito mais que acho que esses termos tem vindo a ser abusiva e imprecisamente usados em n situações e na maior parte da opinião publicada com o objectivo de servir determinada agenda.

PS: Para mim este tema fechou e nem mais uma palavra lhe dedico no fórum, não é o local.
Exatamente o que eu disse mas mais completo.
No que toca a este tema o teu texto extenso é completamente despropositado porque efetivamente o que aconteceu e está a acontecer é racismo e xenofobia
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 27928
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1041 em: 13 de Março de 2024, 19:35 »
As palavras xenofobia, racismo e  fascismo estão a cair no vazio pela boca e pelos teclados de n pessoas que as usam por tudo e por nada, na maioria das vezes inadequadamente.

Nem com a mais recente "surpresa"  aprenderam alguma coisa... é a banalização do poder da(s) palavra(s).
Quantos exemplos de xenofobia devido a este publicação queres?



Acho que o que o lipeste queria dizer é que a palavra  xenofobia é uma palavra que se perdeu no seu significado. Fobia = medo.

Aracnofobia é o medo de aranhas e xenofóbia  é o medo de estrangeiros.

O ódio, aversão, hostilidade a uma religião, nacionalidade, tradições e culturas, cor de pele etc para mim é racismo e não xenofobia.
O que o Lipeste queria dizer é que as palavras não têm significado porque são usadas por tudo e por nada.
E eu até concordo, principalmente na política onde qualquer coisa é considerada fascismo.

Neste caso em concreto é mesmo xenofobia e racismo.

O Lipeste disse o quiz dizer...o termo xenofobia e principalmente o termo racismo, estão a ser abusiva e erradamente utilizados em n situações o que, em minha opinião, pode acabar por retirar peso, a  gravidade a situações que são verdadeiramente graves...por exemplo, quando alguém acusa outro  de ser xenófobo por defender uma política de migração/imigração diferente daquela que temos, com outras regras, ou pior ainda quando é acusado de racismo por isso, não está a fazer outra coisa senão a retirar o verdadeiro significado a esses termos, a tentar minar e  deturpar a discussão, a contribuir para que muitos deixem de lhes atribuir a sua verdadeira gravidade...quando se aproveita, por exemplo, uma piada com bacon ou leitões relativamente a uma religião para se atirar logo com o rótulo da intolerância ou preconceito,  colocando-a ao mesmo nível de alguém que possa ter dito algo como "vão para a vossa terra" não se está a fazer mais do que a demostrar intolerância, tratando por igual o que é diferente (felizmente por cá os católicos não só encaixam com naturalidade as piadas relacionadas com a sua religião/igreja, como são os próprios a dize-las e a rir-se delas mas depois há alguns mais papistas que o papa e quando a piada é feita com muçulmanos/islão (neste caso), já acham que é intolerância religiosa, preconceito, xenofobia mas se calhar é só agenda...).

Em Portugal há muito preconceito mas racismo? Haverá "meia dúzia" que consideram outras raças ou nacionalidades como sendo interiores mas 99,9% não partilham essa estupidez (nem sequer a maioria daquelas que são acusados de racismo para com uma determinada etnia que se auto exclui e que é, ela própria, racista). Xenofobia sim poderá estar a crescer mas também me parece que não será no sentido que a maioria lhe atribui, pelo que consigo observar essa "xenofobia" não assenta no ódio intrínseco por estrangeiros (pode lá vir a chegar) mas sim nos medos e receios relacionados com o mercado de trabalho, essencialmente).

É por tudo isto e por muito mais que acho que esses termos tem vindo a ser abusiva e imprecisamente usados em n situações e na maior parte da opinião publicada com o objectivo de servir determinada agenda.

PS: Para mim este tema fechou e nem mais uma palavra lhe dedico no fórum, não é o local.
Exatamente o que eu disse mas mais completo.
No que toca a este tema o teu texto extenso é completamente despropositado porque efetivamente o que aconteceu e está a acontecer é racismo e xenofobia

Lá vai o meu "PS" por água abaixo, sim e não... há comentários que vão nesse sentido e há outros que só o vão se forem deturpados...por exemplo, o print que foi colocado acima é exemplo claro disso mesmo, tem comentários que se podem classificar como sendo de teor xenófobo como tem outros tantos ou mais que não o são mas que, regra geral, em tantas outras situações, acabam por levar, abusivamente, com recurso à deturpação, com o mesmo rótulo... atenção que não estou a minimizar nem pretendo  graduar porque ou há ou não há e há de facto comentários com esse teor, mas sim dizer que nem tudos o são tal como se pretende abusiva e desonestamente generalizar.
« Última modificação: 13 de Março de 2024, 19:45 por Lipeste »
Anuncios M
Anuncios M
JR1287 Equipa Principal
  • *****
  • 3987
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1042 em: 13 de Março de 2024, 22:07 »
Portugal é de todos mas onde está o post sobre a quaresma? Ah espera isso não ia dar tanta interação...



Enviado do meu SM-A236B através do Tapatalk
Nunca vi o Braga a desejar boa páscoa nem bom natal.
Nem feliz dia da mulher da mãe e do pai.

Estás a gozar, não estás??
Temos uma extensa linha de roupa de Natal. E já houve recolhas de alimentos e brinquedos. E já houve distribuição de presentes no estádio. E há sempre posts e actividades a desejar Feliz Natal.
Quando há jogos no dia 8 de Março e no dia da Mãe, a entrada é gratuita para as senhoras com oferta de flores.
Uma das coisas mais bonitas que eu vi no Braga foi o dia do Pai há 2 ou 3 anos, com uma surpresa de todos os filhos dos jogadores.
E certamente outras coisas de que agora não me lembro.
Ainda bem que o comentário logo a seguir ao teu conseguiu perceber a ironia senão ficava a achar que tinha sido pouco óbvio.

Provavelmente não leste essa parte da minha mensagem que cortaste da citação, daí a confusão

Tens razão. Fiquei-me pelos primeiros parágrafos e interpretei completamente mal o teu texto. Sorry.
Ups, será que posso escrever em inglês? Pardon? Pérdon?
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 27928
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1044 em: 14 de Março de 2024, 11:17 »
Os grandes clubes mundiais que têm dezenas ou centenas de milhões de seguidores muçulmanos  deram relevo ao Ramadão?
Sem ir ver acredito que a totalidade ou uma grande maioria nem uma linha sobre o assunto.
Se calhar são xenófobos ou racistas, ou se calhar sabem que isto é apenas futebol e que meter a religião ao barulho vai dar asneira.

Querer misturar páscoa, ou natal num país como Portugal, com o ramadão, enfim, só serve para tornar a cena mais ridícula.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 27928
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1045 em: 14 de Março de 2024, 11:20 »
O SCB de Braga é uma instituição desportiva que deveria alhear-se de todo e qualquer tema religioso e político.
Magicobraga
Magicobraga Equipa Principal
  • *****
  • 10671
  • Saci Colorado
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1046 em: 14 de Março de 2024, 11:27 »
O SCB de Braga é uma instituição desportiva que deveria alhear-se de todo e qualquer tema religioso e político.
É a minha opinião também.
Kilo Equipa Principal
  • *****
  • 4101
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1047 em: 14 de Março de 2024, 12:58 »
 Mais uma vez, percebo a publicação por termos jogadores no plantel que professam esta crença.

 Por isso, também, percebo que não faça uma publicação em relação ao Hanukkah. E se o fizesse, não duvido, que quem defende a moral e os bons costumes desta publicação do Braga, viria criticar pelo contexto atual.  ::)

 Por isso, geralmente, um clube de futebol meter o bedelho em religião ou política, dá asneira.

 
 
Anuncios M
Anuncios M
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1048 em: 14 de Março de 2024, 14:15 »
O SCB de Braga é uma instituição desportiva que deveria alhear-se de todo e qualquer tema religioso e político.

Penso que é isso que o Braga tem feito.
O equivalente ao ramadão seria o Braga desejar a todo o pessoal uma boa quaresma. Ou no 13 de maio desejar um bom dia de nossa sra de fátima.
Por exemplo uma boa Páscoa ou bom Natal ou Carnaval até hoje em dia pouco ou nada tem a ver com o evento religioso em si, mas mais um momento da sociedade em que vivemos, em minha opinião faz todo o sentido.
JR1287 Equipa Principal
  • *****
  • 3987
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1049 em: 14 de Março de 2024, 15:57 »
O SCB de Braga é uma instituição desportiva que deveria alhear-se de todo e qualquer tema religioso e político.

Penso que é isso que o Braga tem feito.
O equivalente ao ramadão seria o Braga desejar a todo o pessoal uma boa quaresma. Ou no 13 de maio desejar um bom dia de nossa sra de fátima.
Por exemplo uma boa Páscoa ou bom Natal ou Carnaval até hoje em dia pouco ou nada tem a ver com o evento religioso em si, mas mais um momento da sociedade em que vivemos, em minha opinião faz todo o sentido.
Meu Deus, que exagero!
No Natal celebra-se o nascimento de Jesus Cristo. É só isso que se celebra!
Na Páscoa celebra-se a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. É só isso que se celebra!
O Dia do Pai é no dia de São José. É um dia que celebra o pai de Jesus Cristo e, com ele, todos os pais. O Braga celebra o dua de São José.
O Dia da Mãe - que anteriormente se celebrava a 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, dia em que ainda é celebrado na maior parte do mundo católico - celebra-se, em Portugal, em Maio, por ser o "mês de Maria", mãe de Jesus Cristo. O Braga celebra Maria.
A festa mais popular da cidade é o São João (Baptista). O Braga celebra o São João.
O Ramadão não é equivalente à Quaresma, quando muito é equivalente à Semana Santa. Que Braga e o clube celebram.
Todas estas celebrações são sociais, familiares, populares; mas são, antes de tudo isso, religiosas.
Defender que o Braga não se deve meter com a "religião", mas simultaneamente concordar que deseje Feliz Natal, Santa Páscoa, Bom São João, Feliz dia de S. José / do Pai, Feliz dia de Santa Naria / da Mãe, é, no mínimo, hipócrita.
A questão é que nunca ninguém pôs em causa que o Braga (e demais clubes portugueses) celebre festividades religiosas cristãs. Mas celebrar festividades religiosas de outras fés e crenças já é um fim do Mundo...
Depois estranhem os resultados eleitorais...
Mas também aposto que se fossem os clubes deles a fazer esta publicação, ninguém piava.
Posto isto, não sei se havia necessidade de fazer esta publicação. Eu provavelmente não a faria. Mas mal, não faz! A polémica é que não faz sentido nenhum! Eu respeito a decisão, e todos deviam fazê-lo.
E concordo com o subdirector do Record: o Braga esteve muito bem em manter a sua posição, e a não se vergar à polémica.
Uma nota final: a frase que algum energúmeno escreveu "Braga... já não bastava estar repleta de brasileiros, agora tem um clube a piscar o olho aos muçulmanos" é um tristíssimo reflexo da nossa sociedade actual. Quo vadis, Portugal?
Kilo Equipa Principal
  • *****
  • 4101
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1050 em: 14 de Março de 2024, 16:09 »
 Reflexo da nossa sociedade atual?

 Mais uma vez, nunca vivemos numa sociedade tão aberta, tão receptiva e tão aglomerante. A sociedade (ocidental), com os seus quês, como é óbvio, nunca foi tão evoluída, a todos os níveis, como é hoje.

 E, sinceramente, não me faz confusão que alguém diga que num país cristão, a publicação do Braga não faz sentido. Concordar ou não, é outra coisa. Mal seria de mim, e da sociedade, se concordasse com tudo o que ouço, vejo e leio. Acho que estamos todos muito liberais, mas só para ouvir o que nos interessa ou o que nos é agradável aos ouvidos ou social e politicamente correto.
 
 
Anuncios G
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 6032
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1051 em: 14 de Março de 2024, 16:51 »


O SCB de Braga é uma instituição desportiva que deveria alhear-se de todo e qualquer tema religioso e político.

Penso que é isso que o Braga tem feito.
O equivalente ao ramadão seria o Braga desejar a todo o pessoal uma boa quaresma. Ou no 13 de maio desejar um bom dia de nossa sra de fátima.
Por exemplo uma boa Páscoa ou bom Natal ou Carnaval até hoje em dia pouco ou nada tem a ver com o evento religioso em si, mas mais um momento da sociedade em que vivemos, em minha opinião faz todo o sentido.
Meu Deus, que exagero!
No Natal celebra-se o nascimento de Jesus Cristo. É só isso que se celebra!
Na Páscoa celebra-se a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. É só isso que se celebra!
O Dia do Pai é no dia de São José. É um dia que celebra o pai de Jesus Cristo e, com ele, todos os pais. O Braga celebra o dua de São José.
O Dia da Mãe - que anteriormente se celebrava a 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, dia em que ainda é celebrado na maior parte do mundo católico - celebra-se, em Portugal, em Maio, por ser o "mês de Maria", mãe de Jesus Cristo. O Braga celebra Maria.
A festa mais popular da cidade é o São João (Baptista). O Braga celebra o São João.
O Ramadão não é equivalente à Quaresma, quando muito é equivalente à Semana Santa. Que Braga e o clube celebram.
Todas estas celebrações são sociais, familiares, populares; mas são, antes de tudo isso, religiosas.
Defender que o Braga não se deve meter com a "religião", mas simultaneamente concordar que deseje Feliz Natal, Santa Páscoa, Bom São João, Feliz dia de S. José / do Pai, Feliz dia de Santa Naria / da Mãe, é, no mínimo, hipócrita.
A questão é que nunca ninguém pôs em causa que o Braga (e demais clubes portugueses) celebre festividades religiosas cristãs. Mas celebrar festividades religiosas de outras fés e crenças já é um fim do Mundo...
Depois estranhem os resultados eleitorais...
Mas também aposto que se fossem os clubes deles a fazer esta publicação, ninguém piava.
Posto isto, não sei se havia necessidade de fazer esta publicação. Eu provavelmente não a faria. Mas mal, não faz! A polémica é que não faz sentido nenhum! Eu respeito a decisão, e todos deviam fazê-lo.
E concordo com o subdirector do Record: o Braga esteve muito bem em manter a sua posição, e a não se vergar à polémica.
Uma nota final: a frase que algum energúmeno escreveu "Braga... já não bastava estar repleta de brasileiros, agora tem um clube a piscar o olho aos muçulmanos" é um tristíssimo reflexo da nossa sociedade actual. Quo vadis, Portugal?

Não é um fim do mundo, é um não faz sentido nenhum e nalguns casos pode mesmo tornar-se ridículo.
O Braga está inserido numa sociedade e deve viver esses momentos da sociedade seja Natal, seja Páscoa. O Braga não celebra o nascimento de Jesus, pelo menos nunca vi nenhum post a celebrar isso como tal. Celebra o espírito de natal que vai muito além disso.
Braga celebra o dia do pai, que é no dia de São José, mas celebra enquanto espírito do pai, da família. O são João é a festa da cidade.
Pode parecer tudo o mesmo mas não o é. Em todo o caso mesmo que o fosse a própria criação do Braga está ligada à religião católica, mas isso acho que é o menos, o principal é viver a sociedade que o rodeia.
As coisas a este nível quando se fazem têm que ter um sentido, falar no Ramadão em Braga faz zero. Faria tanto como o ano novo chinês ou ação de graças americana ou natal ortodoxo.
Só serve para criar ruído, que foi o que aconteceu.

Obviamente o Braga esteve bem em não voltar atrás, isso seria ainda mais ridículo que o post que foi colocado...
Os comentários são o que são, cada um dá-lês a importância que lhes quiser dar. A sociedade brasileira está perfeitamente integrada na cidade. As minoria ruidosas são apenas e só isso.
Mas muita da culpa passa pelas entidades que "dão razão" a estas minorias. Vê-se o país a definhar, e quem manda anda preocupado com estas coisas que não interessam nem ao menino Jesus. Toda a gente vê o elefante na sala, mas ninguém faz nada para o resolver.
Estamos a falar de um clube que se lembra do Ramadão e passa 90% do ano a marimbar-se para os seus próprios adeptos, prioridades.
Kilo Equipa Principal
  • *****
  • 4101
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1052 em: 14 de Março de 2024, 17:10 »
"Estamos a falar de um clube que se lembra do Ramadão e passa 90% do ano a marimbar-se para os seus próprios adeptos, prioridades."

  8) 8) 8)

 
Quim
Quim Juniores
  • ***
  • 460
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1053 em: 14 de Março de 2024, 18:26 »
O ano passado ninguém deu qualquer atenção à publicação nas redes a desejar um bom ramadão. Porque é que este ano há este histerismo todo?
JR1287 Equipa Principal
  • *****
  • 3987
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1054 em: 14 de Março de 2024, 19:00 »
Reflexo da nossa sociedade atual?

 Mais uma vez, nunca vivemos numa sociedade tão aberta, tão receptiva e tão aglomerante. A sociedade (ocidental), com os seus quês, como é óbvio, nunca foi tão evoluída, a todos os níveis, como é hoje.
Desce da sociedade ocidental para a portuguesa; manténs a opinião?
Eu mudei de opinião no passado domingo...
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 3509
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1055 em: 14 de Março de 2024, 19:46 »
Reflexo da nossa sociedade atual?

 Mais uma vez, nunca vivemos numa sociedade tão aberta, tão receptiva e tão aglomerante. A sociedade (ocidental), com os seus quês, como é óbvio, nunca foi tão evoluída, a todos os níveis, como é hoje.
Desce da sociedade ocidental para a portuguesa; manténs a opinião?
Eu mudei de opinião no passado domingo...
O que aconteceu no passado domingo foi que Portugal finalmente passou por algo semelhante ao resto da Europa Ocidental (tudo acaba por chegar cá, só vem sempre com atraso).
Querer passar a ideia de que Portugal é excecionalmente racista/xenófobo em relação ao resto do Ocidente é simplesmente errado.
asoaress21
asoaress21 Juniores
  • ***
  • 369
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1056 em: 14 de Março de 2024, 20:14 »
Podemos discutir se é correto ou não o Braga enveredar por esse caminho - mesmo tendo vários jogadores no plantel que partilhem dessa religião - mas ao menos tem um aspeto positivo: é um bom isco para apanhar grunhos, xenófobos e assim. Sempre dá para fazer uma "limpeza" do nosso feed dessa gente e denunciar também se se adequar.

Ah, e não é preciso justificar os comentários ridículos e abjetos que se leu com a intolerância religiosa que se vive em grande parte dos países muçulmanos. Não sei se a abertura com que se diz certas coisas é normal (as redes sociais têm amplificado esse discurso) mas talvez ajude a explicar que o que aconteceu no domingo não foi por acaso nem apenas uma tendência que agora chega do resto do Ocidente  :-X
JR1287 Equipa Principal
  • *****
  • 3987
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1057 em: 14 de Março de 2024, 21:59 »
Reflexo da nossa sociedade atual?

 Mais uma vez, nunca vivemos numa sociedade tão aberta, tão receptiva e tão aglomerante. A sociedade (ocidental), com os seus quês, como é óbvio, nunca foi tão evoluída, a todos os níveis, como é hoje.
Desce da sociedade ocidental para a portuguesa; manténs a opinião?
Eu mudei de opinião no passado domingo...
O que aconteceu no passado domingo foi que Portugal finalmente passou por algo semelhante ao resto da Europa Ocidental (tudo acaba por chegar cá, só vem sempre com atraso).
Querer passar a ideia de que Portugal é excecionalmente racista/xenófobo em relação ao resto do Ocidente é simplesmente errado.
Não é mais racista / xenófobo, é tão racista  / xenófobo como o resto do Ocidente. Mas não somos melhores.
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 3509
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1058 em: 14 de Março de 2024, 22:06 »
Reflexo da nossa sociedade atual?

 Mais uma vez, nunca vivemos numa sociedade tão aberta, tão receptiva e tão aglomerante. A sociedade (ocidental), com os seus quês, como é óbvio, nunca foi tão evoluída, a todos os níveis, como é hoje.
Desce da sociedade ocidental para a portuguesa; manténs a opinião?
Eu mudei de opinião no passado domingo...
O que aconteceu no passado domingo foi que Portugal finalmente passou por algo semelhante ao resto da Europa Ocidental (tudo acaba por chegar cá, só vem sempre com atraso).
Querer passar a ideia de que Portugal é excecionalmente racista/xenófobo em relação ao resto do Ocidente é simplesmente errado.
Não é mais racista / xenófobo, é tão racista  / xenófobo como o resto do Ocidente. Mas não somos melhores.
Ninguém disse que éramos também. Sermos tão bons/maus como o resto da civilização mais aberta e tolerante à face da terra não é o fim do mundo.
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 3509
  Re: Universo Braguista - Assuntos genéricos
« Responder #1059 em: 14 de Março de 2024, 23:48 »
A Arábia Saudita de facto tem feito progressos. Em 2018 largaram o rótulo de único país no mundo onde as mulheres não podem conduzir.
Pena que pouco tempo depois tenham executado dezenas de pessoas à decapitação.

Claro que o mundo islâmico é diversificado entre si, ninguém o negou, mas há vários sítios nesse mundo que só se distinguem da Idade Média pelo avanço tecnológico, no resto continuam lá presos.
 

Anuncios M