FUTEBOL - EQUIPA B
Alexandre Jorge D.G.M. Fernandes, Médio, camisola nº 52 do Sporting Clube de Braga, nasceu a 23 de Março de 1981.

 Gostava muito de jogar na equipa A do Braga e num Braga candidato ao título

É conhecido no futebol por Xano.

 SuperBraga (SB)- O Xano é um jogador que começou a sua carreira no nisso clube. Qual foi a motivação que te impeliu a ir aos treinos de captação do S.C. de Braga?

Xano- Eu fui aos treinos de captação com dez anos. A única motivação foi a paixão pelo futebol. Com essa idade queremos é jogar à bola e o Braga é o clube da terra.

 SB- Tu estudas ou dedicas-te apenas ao futebol?

Xano- Estudo na Universidade. Estou a tirar o curso de Direito, na Universidade do Minho. Agora é um pouco mais complicado conciliar as coisas. Vou fazendo as coisas aos poucos e vou conseguindo conciliar. É um bocado difícil porque Direito é um curso que exige muito de nós.

SB- Quais são os objectivos pessoais que tens para a presente época?

Xano- Pessoalmente, quero ser melhor jogador cada dia que passa. Eu penso muito no imediato, no presente. Não faço grandes projectos a longo prazo. É claro que espero sempre ter a minha oportunidade na equipa A. Gostava muito de jogar na equipa A do Braga e num Braga candidato ao título.

SB- Como encaras as chamadas aos treinos da equipa A?

Xano- É positivo porque incentiva um jogador. O jogador tem aquela percepção que a qualquer momento pode estar a jogar na equipa principal. É sempre uma motivação extra.

SB- Se Jesualdo Ferreira assim entender, sentes-te preparado para jogar na equipa A?

Xano- Claro que sim, senão o que é que eu estava aqui a fazer na equipa B?

SB-  Há vários jogadores portugueses que deram “o salto” para grandes clubes europeus. Isso não é um exemplo para ti, não é uma ambição que tu tens, também?

Xano- Sim, já há gente a jogar em grandes campeonatos com 18 anos. Claro que me vem à cabeça ideias como “se aquele está lá, porque é que eu não estou?” Agora toda a gente trabalha da mesma forma e temos obrigação de exigir isso a nós mesmos.

SB- Mas uma coisa é dizer “porque é que eu não estou”, outra coisa é dizer “porque é que eu não hei-de estar”...

Xano- Claro que sim, temos que pensar no que é que falta para lá chegar.

SB- Então as tuas ambições não se resumem à equipa A...

Xano- Claro que a gente quer sempre chegar o mais longe possível, como em qualquer carreira.

SB- Achas fundamental para o futebol português a existência de equipas B? O papel delas é importante?

Xano- Penso que sim; é um papel importante se as equipas B forem um projecto válido, como tem sido no Braga, agora ter uma equipa B por ter, isso não.

SB- Na época anterior, vários elementos da equipa B destacaram-se pela qualidade do seu futebol. Na presente época achas que há jogadores com valia para jogar na equipa principal?

Xano- Há muitos jogadores que podem chegar lá, é uma questão de acreditarem neles próprios, serem cada vez mais profissionais, penso que vão sair mais jogadores para a equipa A.

SB- Poderão ser cinco como na época anterior?

Xano- Quantidade é bom, mas melhor é a qualidade.

SB- O S. C. de Braga contratou muitos jogadores para a equipa A. Isso não poderá ser um obstáculo à progressão de jogadores da equipa B?

Xano- Contratou mas reduziu o plantel. Tem um plantel forte mas mais reduzido. As coisas, assim, estão ainda mais acessíveis para os jogadores da equipa B chegarem à A. Só que é preciso trabalhar bem porque a equipa A tem grandes elementos, não é fácil chegar lá e impor-se.

SB- Os resultados da equipa B, neste início de época não têm sido tão bons como se poderia esperar. Porque é que os resultados não são melhores?

Xano- Julgo que a equipa ainda se está a conhecer. Entrou muita gente nova, alguns jogadores ainda muito novos, a dar os primeiros passos no futebol profissional. Tenho a certeza que mais cedo ou mais tarde vamos reagir e vamos fazer um bom campeonato. É só uma questão de tempo.

SB- Portugal é uma referência mundial ao nível dos escalões jovens. Porque é que não há uma continuidade no escalão sénior?

Xano- É difícil responder. Julgo que não conquistámos mas vamos conquistar. Se não é nesta geração é na próxima mas vamos conquistar algo de importante. De certeza que até 2006 Portugal ganhará qualquer coisa.

SB- Achas que se devia valorizar mais os jovens portugueses em detrimento dos estrangeiros que por vezes os clubes contratam?

Xano- Penso que já estamos melhor do que há uns anos atrás. Agora as pessoas já estão a olhar de outra maneira para os jovens portugueses. Houve uma altura em que se gastava dinheiro “ao calhas” mas aos poucos as coisas vão-se modificando e agora já se olha de outra maneira para os jovens jogadores portugueses.

SB- A aposta na formação, por parte dos clubes, parece aumentar à  medida que crescem as dificuldades financeiras. Se os clubes não tivessem essas dificuldades, será que investiam da mesma forma?

Xano- Um clube que esteja bem financeiramente devia fazer quatro ou cinco contratações de bons jogadores, de verdadeiras mais-valias e de resto apostarem em jogadores da casa, da formação.

 

Entrevista conduzida por José Araújo e Manuel Cardoso.Set 2003


...Eu fui aos treinos de captação com dez anos...

...quero ser melhor jogador cada dia que passa...

...Claro que a gente quer sempre chegar o mais longe possível, como em qualquer carreira...

..Julgo que a equipa ainda se está a conhecer. Entrou muita gente nova, alguns jogadores ainda muito novos, a dar os primeiros passos no futebol profissional...

 

...De certeza que até 2006 Portugal ganhará qualquer coisa...

 

.